Revista Docência e Cibercultura

Revista Docência e Cibercultura estará disponível em suporte digital em rede, utilizando-se do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas – SEER. Trata-se de um periódico de orientação pluralista, voltado à discussão de produções originais elaboradas pela comunidade científica nacional e internacional, da área de Educação e do Ensino e suas interfaces com a cibercultura, identidade, diferença.

Revista Docência e Cibercultura aceita artigos, relatos de experiencia, pontos de vista, resenhas, ensaios, entrevistas, conversas, bibliografias comentadas, produções artísticas e culturais, vídeo-pesquisa e resumos de dissertações e de teses. 
 
ISSN: 2594-9004 | Ano de criação: 2017 | Áreas de conhecimento: Ciências Humanas | Qualis: B4

Unidade: Programa de Pós-Graduação em Educação - Faculdade de Educação - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ
Edição do Periódico: Grupo de Pesquisa Docência e Cibercultura - GPDOC 
Periodicidadequadrimestral, a partir de 2021 a publicação dos textos ocorrerá em fluxo contínuo. Eventualmente podem ser publicadas edições especiais.
ISSN: 2594-9004 
DOI: 10.12957/redoc  
 
Seções da Revista:
  • ARTIGOS DE NÚMERO TEMÁTICO
  • ARTIGOS DE FLUXO CONTÍNUO
  • RELATOS DE EXPERIENCIA
  • PONTOS DE VISTA
  • ENTREVISTAS/CONVERSAS
  • RESENHAS
  • RESUMO DE TESES E DISSERTAÇÕES
  • PRODUÇÕES ARTÍSTICAS E CULTURAIS
  • VÍDEO-PESQUISA
  • BIBLIOGRAFIA COMENTADA
  • ENSAIOS

Notícias

 

Notícias: Quem busca ensinar? A prática da docência marginal

 

Es docentes bons no Brasil, a cada ano que passa, sofrem um estremecimento de suas certezas. A primeira certeza a ruir é a de que a comunicação é perfeita, e acontece sempre, de que a acústica da sala faz as vozes que ali circulam atingirem os ouvidos presentes, de que as palavras serão lembradas. Muita coisa está no meio entre o que se fala e o que se escuta.

 
Publicado: 2022-01-19 Mais...
 

Notícias: PARA CINECLUBES E CLUBES DE LEITURA DE, COM E PARA MULHERES: VEM CONVERSAR ONLINE COM ALGUNS VISUAIS STORYTELLING!

 
Quem conhece nossa obra sabe bem que cibercultura é para nós sempre um conjunto de práticas, experiências e invenções na relação cidade-ciberespaço. Sou daquelas que habitam as cidades e com elas aprendo, educo e me reinvento. Sou diarista, sempre deixo rastros desse caminhar ubíquo com narrativas imagéticas, textuais e sonoras e por que não dizer hipermidiáticas? Sou de ir ao cinema, sou rata de livraria. Leio com e no meu dispositivo online, mas não abro mão de um bom impresso. Amo livros, me apaixono pelas edições, amo seus cheiros. Capas, textos de orelhas e quartas-capas me capturam. Assim como me relaciono com os livros sejam eles eletrônicos ou impressos, me relaciono super bem com o clássico cinema e os filmes nas plataformas. Amo a sala de cinema e seu combo básico: ir ao cinema, frequentar livraria antes ou depois dos filmes, bares e ou restaurantes com amigos, alunos e família para conversar sobre os filmes. Muitas vezes converso comigo mesma, amo viajar e sair sozinha.  
Publicado: 2021-09-30 Mais...
 
Outras notícias...

v. 5, n. 4 (2021): ECLOSÃO DOS SABERES E FAZERES NA CIBERCULTURA - EXERCÍCIO DA DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA (EDIÇÃO ESPECIAL)


Capa da revista