Revista Sustinere

A Revista SUSTINERE (SUST) tem por objetivo a publicação de contribuições nacionais e internacionais acadêmicas, técnicas e científicas que articulem temas interdisciplinares e transdisciplinares relativos à Saúde e Educação em suas interfaces com a sociedade, a ciência, o meio ambiente e a tecnologia. São aceitos artigos em português, inglês e espanhol.

e-ISSN: 2359-0424 | Ano de criação: 2013 | Área do conhecimento: Multidisciplinar | Qualis: B1 (Ensino), B4 (Enfermagem; Interdisciplinar), B5 (Arquitetura, Urbanismo e Design; Ciências Ambientais; Engenharias I; Engenharias III), C (Biodiversidade)


SUSTINERE: Revista de Saúde e Educação

Endereços para contato: SUSTINERE – Revista de Saúde e Educação

EMAIL: sustinere.ouerj@gmail.com

Editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - EdUERJ
Rua São Francisco Xavier, 524 , Setor -E,
Maracanã. CEP: 20550-900
Tel.: 2334-0720 – Rio de Janeiro/RJ

 
(Clique na logo para ver nossa classificação)



SUSTINERE
nas redes sociais:
  Resultado de imagem para blogger icon  Resultado de imagem para facebook icone

 

Para acessar a edição atual clique aqui.

 

Notícias

 

Dados do SUS embasam pesquisa sobre os efeitos da Covid-19 nas cinco regiões brasileiras

De janeiro a agosto de 2020, o índice de mortalidade entre os pacientes com Covid-19 internados em UTIs na região Norte estava em 79% (Foto: Marcio James / Amazônia Real) Coordenada pelo pesquisador Fernando Augusto Bozza, chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em Medicina Intensiva do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz), em uma colaboração com pesquisadores da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor), do Hospital das...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-25Mais...
 

Disposição para exercícios físicos aparece nos primeiros anos de vida

Laboratório de Fisiologia Endócrina da Uerj: estudos de fatores que aumentam o risco em desenvolver obesidade (Foto: Divulgação) Se você tem sempre ânimo para fazer exercícios físicos ou, ao contrário, o levantamento de copo é o seu maior esporte, isso pode dizer muito sobre seus primeiros anos de vida e sua predisposição para o sedentarismo. Mais especificamente, sobre as taxas de produção de um hormônio chamado leptina, produzido no tecido adiposo de nosso corpo. Essas são as conclusões de um estudo realizado em animais, coordenado pelo...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-25Mais...
 

Pesquisadores da Uerj avaliam a diversidade de espécies das Amphipoda na costa fluminense

Desenho do Atlantiphoxus wajapi, nova espécie descrita que vive em águas profundas das costas do RJ e SP (Imagem: reprodução) Presentes em ambientes marinhos e de água doce, os Amphipoda (no latim, ou “anfípodes”, na forma aportuguesada) são classificados, na Biologia, como uma ordem que abrange mais de 10 mil espécies descritas de crustáceos, todas sem carapaça e com o corpo lateralmente comprimido. Um exemplo mais popular é o pulgão-da-praia (Talitrus saltator), pequeno animal comum nas praias mais preservadas do Oceano Atlântico, que...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-25Mais...
 

Projeto de editoração do IVB contará a história do novo coronavírus e do primeiro medicamento específico para a doença: o soro anticovid-19

Diante da urgência do desenvolvimento de pesquisas em busca de medicamentos para o combate à pandemia do novo coronavírus, o Instituto Vital Brazil (IVB), uma referência no desenvolvimento de soros para tratamento de picadas de cobras e outros animais peçonhentos, tétano e raiva no País, foi contemplado no final de 2020 com edital da FAPERJ destinado exclusivamente à instituição, denominado Apoio ao Instituto Vital Brazil para a Produção de Insumos Biológicos no Combate à Covid-19. Uma das propostas aprovadas na chamada foi a "Produção de Soro...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-25Mais...
 

A ameaça de epidemia que surge de nova espécie de mosquito Aedes detectada pela 1ª vez nas Américas

Biovigilância de mosquitos em Guantánamo encontrou em 2019 o Aedes vittatus pela primeira vez no hemisfério ocidental — Foto: Ben Pagac Durante a noite de 18 de junho de 2019, na base americana em Guantánamo, Cuba, um intruso foi pego por uma armadilha. Soldados dali estão acostumados a se preparar contra eventuais tentativas de fuga de prisioneiros. A base é conhecida como um lugar onde os EUA aprisionam, por tempo indeterminado e muitas vezes sem julgamento, suspeitos de envolvimento em planos extremistas na chamada "guerra ao...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-22Mais...
 

Pela primeira vez, físicos observam uma quasipartícula polaron

Greg Stewart / SLAC National Accelerator Laboratory Em um novo estudo publicado no periódico Nature Materials, no SLAC National Accelerator Laboratory, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, físicos observam uma quasipartícula polaron pela primeira vez. Mas o que exatamente isso significa e qual a importância desse trabalho? As partículas não são coisas objetivas – ou seja, não são pequenas esferas, como tendemos a imaginar. Na verdade, a descrição delas é muito mais complexa. As partículas são descritas não só como partículas, mas...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-21Mais...
 

Tubarões vomitam seus estômagos e não morrem. Por quê?

Center for Coastal Studies Quando tubarões estão estressados (por exemplo, ficam presos em uma rede de pesca), eles tentam se livrar do excesso de comida, mas, às vezes, esses tubarões vomitam seus estômagos. O biólogo marinho Austin Gallagher tirou um tubarão-tigre de 2,5 metros de comprimento da água durante uma de suas pesquisas no arquipélago de Florida Keys. Ao mesmo tempo, bem na frente do biólogo, o animal vomitou uma enorme pluma de penas de pássaro. O biólogo já ouviu falar do “vômito” dos tubarões, mas nunca o viu: observar esse...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-21Mais...
 

Cientistas descrevem com detalhes a cloaca dos dinossauros

Estudos da cloaca de um pequeno dinossauro mostram que esses animais podem ter se comportado como cães quando atraindo parceiros. (Bob Nicholls/Paleocreations.com 2020) Pesquisadores conseguiram reconstruir digitalmente o fóssil da cloaca de um Psittacosaurus. Isso permitiu a conclusão de que esses gigantes pré-históricos possivelmente atraíam parceiros pelo cheiro e pela visão. Contudo, vamos por partes. Primeiramente, uma cloaca é um órgão que está presente na maioria dos répteis e aves. Essa porção do corpo serve como parte final do...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2021-01-21Mais...