Revista Sustinere

A Revista SUSTINERE (SUST) tem por objetivo a publicação de contribuições nacionais e internacionais acadêmicas, técnicas e científicas que articulem temas interdisciplinares e transdisciplinares relativos à Saúde e Educação em suas interfaces com a sociedade, a ciência, o meio ambiente e a tecnologia. São aceitos artigos em português, inglês e espanhol.

e-ISSN: 2359-0424 | Ano de criação: 2013 | Área do conhecimento: Multidisciplinar | Qualis: B1 (Ensino), B4 (Enfermagem; Interdisciplinar), B5 (Arquitetura, Urbanismo e Design; Ciências Ambientais; Engenharias I; Engenharias III), C (Biodiversidade)


SUSTINERE: Revista de Saúde e Educação

Endereços para contato: SUSTINERE – Revista de Saúde e Educação

EMAIL: sustinere.ouerj@gmail.com

Editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - EdUERJ
Rua São Francisco Xavier, 524 , Setor -E,
Maracanã. CEP: 20550-900
Tel.: 2334-0720 – Rio de Janeiro/RJ

 
(Clique na logo para ver nossa classificação)



SUSTINERE
nas redes sociais:
  Resultado de imagem para blogger icon  Resultado de imagem para facebook icone

 

Para acessar a edição atual clique aqui.

 

Notícias

 

As mudanças climáticas estão acontecendo agora e não precisamos esperar o futuro para ver os efeitos

“Diálogos na USP” discute as mudanças climáticas e possíveis soluções – Especialistas garantem que a solução passaria por medidas de Estado Por Andre Arias, Rádio USP A Organização das Nações Unidas vem alertando que a meta do Acordo de Paris, assinado em 2015, de limitar o aumento da temperatura média global “abaixo de 2°C em relação aos níveis pré-industriais”, corre o sério risco de não ser alcançada. Isso porque as principais economias, incluindo os Estados Unidos e a União Europeia, estão aquém de suas promessas. O planeta está agora...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-25Mais...
 

Estudo mostra que 60% dos municípios da Amazônia estão com índices de proteção ambiental abaixo da meta

Estudo publicado pelo Imazon mostra que mais de 400 municípios da Amazônia estão com índices de proteção da floresta abaixo de 17% Foto: Imazon Por Stefânia Costa , Imazon Mais de 400 municípios da Amazônia estão com índices de proteção da floresta abaixo de 17%, meta estipulada pela Convenção sobre Diversidade Biológica, acordo internacional que o Brasil é signatário. Os resultados são de um estudo do Imazon que mostra ainda que, somente 240 municípios estão com índices de preservação acima de 30% da área de floresta, taxa mínima de...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-25Mais...
 

Quando mais mulheres são formuladoras de políticas e tomadoras de decisão, o ambiente ganha

Quando mais mulheres estão envolvidas nas decisões do grupo sobre o manejo da terra, o grupo conserva mais – particularmente quando lhes são oferecidos incentivos financeiros, de acordo com um novo estudo da University of Colorado Boulder, publicado esta semana na revista Nature Climate Change . Por Lisa Marshall* Mulheres agricultoras na Tanzânia O estudo, que envolveu 440 usuários florestais de três países em desenvolvimento , lança nova luz sobre o papel que as cotas de gênero dos órgãos governamentais locais poderiam desempenhar na...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-25Mais...
 

Imperiosa a participação ativa de Arquitetos e Urbanistas para o correto equacionamento da tragédia urbana associada a áreas de risco, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

Bairro do Lobato Divulgação/Manu Dias/Governo da Bahia/EBC Os graves e recorrentes problemas de ordem geológico-geotécnica-hidrológica que têm vitimado milhares de brasileiros, como processos de enchentes, deslizamentos de taludes e encostas, solapamentos de margens de curso d’água e orlas litorâneas, têm tido sua principal origem na incompatibilidade entre as técnicas de ocupação urbana e as características geológicas e geotécnicas dos terrenos onde são implantadas. No caso dos deslizamentos, ou são ocupados terrenos que por sua alta...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-25Mais...
 

O conflito intergeracional, as mudanças climáticas e a Terra inabitável, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Não peçam aos seus filhos respostas para a bagunça que vocês fizeram” Greta Thunberg A população humana vem crescendo de geração em geração. Calcula-se que no início do Holoceno (há cerca de 12 mil anos) o número de pessoas no mundo não ultrapassava 5 milhões de habitantes, mas cresceu e chegou em torno de 250 milhões no ano 1 da Era Cristã, saltou para 1 bilhão de pessoas em 1800 e deve atingir 8 bilhões de habitantes em 2023. Segundo estimativas do Population Reference Bureau (PRB), já nasceram no Planeta, desde o surgimento do Homo...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-25Mais...
 

A água nos quatro cantos do Brasil

Hoje, dia 22 de março, é comemorado o Dia Mundial da Água. Do leste ao oeste do Brasil, da caatinga à Amazônia. A água é fundamental para o homem, a natureza e a vida. O país detém cerca de 12% de toda água superficial do planeta e talvez seja este fato que torna o Brasil uma potência capaz de integrar conservação da biodiversidade e desenvolvimento sócio econômico. No Dia Mundial da Água, três especialistas, com trabalhos focados em três biomas distintos, destacam a importância deste recurso nas diferentes realidades brasileiras. Por...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-22Mais...
 

Extração de água subterrânea está prejudicando cada vez mais as florestas de várzea na Europa

Florestas de várzea na Europa sob ameaça – Pesquisadores da Universidade de Friburgo alertam sobre os efeitos da seca no verão e da competição por águas subterrâneas Institute of Forest Sciences University of Freiburg* Uma floresta de várzea dominada por carvalhos. Foto: Albert Reif Uma equipe do Instituto de Ciências Florestais da Universidade de Freiburg mostra que a extração de água subterrânea para a indústria e para as residências está prejudicando cada vez mais as florestas de várzea na Europa, devido à crescente intensidade e...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-22Mais...
 

Água: ninguém fica para trás, por Luciano Zanella e Wolney Castilho

Um recurso tão presente na vida cotidiana que, muitas vezes, só notamos sua importância quando falta: é assim que muitos de nós tratamos a água potável. O tema selecionado pela ONU para reflexão no 22 de março, Dia Internacional da Água – Water for all: living no one behind (‘Água para todos: não deixando ninguém para trás’, em tradução livre) – nos lembra algo interessante: o ato quase mágico da água surgindo de uma torneira, ao qual estamos acostumados, não é uma realidade para considerável parte da população mundial. Se a falta de...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2019-03-22Mais...