ALIMENTOS COM AGROTÓXICOS OU DE BASE AGROECOLÓGICA: O JOGO SIMBÓLICO DE ATORES SOCIAIS

Verônica Oliveira Figueiredo, Maria Claudia Veiga Soares Carvalho, Francisco Romão Ferreira, Luciléia Granhen Tavares Colares, Izabela Miranda de Castro, Lucia Maria Jaeger de Carvalho

Resumo


Destacamos os agrotóxicos como um elemento que pode influenciar no habitus dos sujeitos que participam do contexto da agricultura brasileira assumindo, geralmente, uma posição favorável ou contra o uso desses insumos. Este artigo busca alguns elementos ocultos no universo do alimento com agrotóxicos e, para tanto, apoiamo-nos nas ferramentas metodológicas de Bourdieu, que insurge contra o agir mecânico dos sujeitos e desvela mecanismos de dominação a partir de um jogo de ocultação. Nesse contexto, o produtivismo e a competitividade parecem contribuir para o fortalecimento da crença do desenvolvimento socioeconômico. No campo social, onde há um jogo de disputas em torno do alimento produzido ou não com agrotóxicos, a sustentabilidade surge como um valor capaz de capitalizar os representantes da força hegemônica, que tentam inserir um modo de ressignificar o nome agrotóxicos, dando-lhe uma nova designação, ocultando seu sentido no cotidiano das pessoas. Assim, entendemos que repensar as práticas utilizadas na produção de alimentos pode se constituir uma possibilidade de construir novas formas de transformação social, visando à saúde coletiva.

DOI: 10.12957/demetra.2016.23643

 


Palavras-chave


Alimentos; Agrotóxicos

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2016.23643