As implicações e o respaldo da obra de Rousseau na educação

Míriam Benites Rios, Lilian Soares Alves Branco, Elaine Conte

Resumo


Esse artigo resulta de um exercício hermenêutico inspirado na obra Emílio ou da Educação, de Jean-Jacques Rousseau (1762), reconhecidamente um expoente da pedagogia moderna. Propomos aqui uma reflexão sobre a perspectiva pedagógica visionária de Rousseau voltada à valorização da liberdade da criança no mundo educativo, tendo em vista os saberes e potencialidades do pensamento pedagógico à formação criativa mais ampla. Para isso, elegemos como dispositivo de análise as principais ideias defendidas por Rousseau, para examinar as implicações em diferentes abordagens de educação baseadas em práticas que potencializam as faculdades humanas naturais, no sentido de compreender as complexidades da infância no presente.

Palavras-chave


Educação; Rousseau; Pedagogia Moderna; Faculdades Humanas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2020.44146

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional