O CAMPO DA ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO: UM ENSAIO SOBRE A EXPANSÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO NO CENÁRIO ATUAL DA UNIVERSIDADE BRASILEIRA

Paula Machado, Maria Claudia Veiga Soares Carvalho, Francisco Romão Ferreira

Resumo


A profissão de nutricionista está inserida na lógica das políticas de Estado, que envolve um jogo de interesses econômicos, sociais e políticos. Uma grande expansão nos cursos de graduação tem sido observada no país, principalmente nas instituições de ensino privado. O sistema universitário foi incorporado pela economia de mercado capitalista global, e a Alimentação e Nutrição, como campo científico, vem se desenvolvendo nesse cenário. O presente ensaio tem por objetivo discutir a expansão dos cursos de graduação em Nutrição no momento atual das instituições de ensino superior e seus impactos sobre a formação do nutricionista. Uma pesquisa analítica e crítica foi desenvolvida a partir de análise documental, identificando elementos de um jogo simbólico que perpassa essa trajetória, orientando o processo de análise. Verificamos acelerada expansão das instituições de ensino superior com fins lucrativos no Brasil, que apresentou impactos no campo da Alimentação e Nutrição, tanto na expansão dos cursos de graduação em Nutrição quanto no modelo de ensino profissionalizante adotado voltado a atender aos interesses econômicos.

DOI: 10.12957/demetra.2018.25310

 


Palavras-chave


Nutricionista. Formação. Educação. Universidade.



DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2018.25310

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.