GORDINHA DA SILVA: ANÁLISE DISCURSIVA ACERCA DO CORPO FEMININO CONSIDERADO GORDO NO UNIVERSO DOS BLOGS

Silvana da Silveira Campos, Francisco Romão Ferreira, Cristiane Marques Seixas, Larissa Escarce Bento Wollz

Resumo


Na nossa sociedade, o corpo feminino é extremamente cobrado para uma adesão à norma médica e ao padrão socialmente estabelecido de juventude e beleza O objetivo deste artigo foi, a partir de um olhar das ciências humanas e da saúde, discutir sobre os sentidos do corpo gordo na sociedade contemporânea.  Como objeto de estudo foram utilizando discursos de blogs de pessoas que se dizem gordas.

O interesse pelo tema gordura surgiu da pratica como nutricionista em consultório particular e na equipe de Tratamento de Transtornos Alimentares e Obesidade. Neste período, foi possível observar uma busca compulsiva por um corpo idealizado que não deveria ser gordo. Fora do ambiente profissional, indo para o universo virtual, a análise do discurso em postagens de blogs abertos ao público mostrou que a problemática do corpo gordo atual vai além da necessidade de perder gordura ou diminuir o peso. O discurso dos blogs expressa também a busca por um corpo específico, modelado e que atenda aos interesses de um mercado, um corpo estilizado e midiático.

A ordem do momento nos discursos é utilizar os variados artifícios que o mercado da saúde, da estética e da tecnologia disponibiliza: aplicativo móvel (app) para dieta e exercício; cirurgias de redução de estômago (gastroplicatura, gastroplastia); silicones para hipertrofia dos músculos. Os discursos também expressam certo imediatismo, a transformação dos corpos tidos como gordos deve ser urgente e irreflexiva. O corpo gordo que não se transforma é significado nos blogs como algo estagnado e obsoleto.


Palavras-chave


- Corpo, Obesidade, estigma social, blogs, peso corporal, saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2016.22472

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.