INCLUSÃO DIGITAL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA): PENSANDO A FORMAÇÃO DE PESSOAS DA TERCEIRA IDADE

Autores

  • Renata Borges Leal da Silva Graduanda do curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
  • Dilton Ribeiro Couto Junior Pós-doutorando (bolsista PNPD/CAPES) e professor no Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas (PPGECC) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Baixada Fluminense (UERJ/FEBF). Membro do Núcleo de Estudos Diferenças, Educação, Gênero e Sexualidades (NUDES).

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2020.46818

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos, inclusão digital, cidadania.

Resumo

Este artigo, fruto de pesquisa monográfica recentemente concluída, busca refletir sobre a utilização de tecnologias digitais na Educação de Jovens e Adultos (EJA), mais especificadamente os processos de ensinar-aprender voltados para o público da terceira idade. A pesquisa, de cunho teórico, se apropriou principalmente das contribuições de autores que discutem os usos das tecnologias digitais em contextos de ensino-aprendizagem. Com o trabalho, defendemos a necessidade de que sejam formuladas estratégias para que as pessoas da terceira idade na EJA sejam capazes de usufruir plenamente das experiências sociais ciberculturais, ampliando suas formas de ver/sentir o mundo. De forma alguma acreditamos que tal desafio seja algo simples, no entanto, exige de nós, como profissionais do campo da Educação, o compromisso ético de contribuir com uma formação na EJA que, com as tecnologias digitais, seja capaz de promover transformações sociais na vida dos estudantes da terceira idade.

Biografia do Autor

Renata Borges Leal da Silva, Graduanda do curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Graduanda do curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Dilton Ribeiro Couto Junior, Pós-doutorando (bolsista PNPD/CAPES) e professor no Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas (PPGECC) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Baixada Fluminense (UERJ/FEBF). Membro do Núcleo de Estudos Diferenças, Educação, Gênero e Sexualidades (NUDES).

Pós-doutorando (bolsista PNPD/CAPES) e professor no Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas (PPGECC) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Baixada Fluminense (UERJ/FEBF). Membro do Núcleo de Estudos Diferenças, Educação, Gênero e Sexualidades (NUDES).

Referências

ALCÂNTARA, Alessandra; OSÓRIO, António. Um caso lúdico: brincar no Facebook! In: PORTO, Cristiane; SANTOS, Edméa (Orgs.). Facebook e educação: publicar, curtir, compartilhar. Paraíba: EDUEPB, 2014, p. 113-129. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/c3h5q>. Acesso em: 6 ago. 2019.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da educação. São Paulo: Moderna, 1996.

BONILLA, Maria Helena Silveira; SOUZA, Joseilda Sampaio. Diretrizes metodológicas utilizadas em ações de inclusão digital. In: BONILLA, Maria Helena Silveira; PRETTO, Nelson De Luca (Orgs.). Inclusão digital: polêmica contemporânea. Salvador: EDUFBA, 2011, p. 91-107. Disponível em: <https://bit.ly/2FS8cNK>. Acesso em: 10 fev. 2012.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

COUTO, Edvaldo; FERRAZ, Maria do Carmo Gomes; PINTO, Jucinara de Castro Almeida. Tecnologias digitais e a promoção da eficácia e da equidade no contexto escolar. Textura, Canoas, v. 19, n. 40, p. 173-188, maio/ago. 2017. Disponível em: <https://bit.ly/2MwcUFo>. Acesso em: 21 out. 2019.

FERREIRA, Helenice Mirabelli Cassino; COUTO JUNIOR, Dilton Ribeiro. Juventudes, educação e cidade: a mediação dos dispositivos móveis de comunicação nos processos de aprender-ensinar. Textura, Canoas, v. 20, n. 44, p. 108-129, set/dez. 2018. Disponível em: <https://bit.ly/2PSO3ue>. Acesso em: 6 dez. 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessário à prática educativa. 31. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 2003.

FREITAS, Maria Teresa de Assunção. A pesquisa de abordagem histórico-cultural: um espaço educativo de constituição de sujeitos. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 10, n. 19, p. 1-12, 2009. Disponível em: <https://bit.ly/2yTgpPc>. Acesso em: 10 abr. 2017.

GHIRALDELLI JUNIOR, Paulo. História da educação. São Paulo: Cortez, 1990.

HADDAD, Sérgio; DI PIERRO, Maria Clara. Escolarização de jovens e adultos. Revista Brasileira de Educação, n. 14, p. 108-130, maio/jun./jul./ago. 2000. Disponível em: <https://bit.ly/2K2MglP>. Acesso em: 8 nov. 2019.

HEINSFELD, Bruna Damiana; PISCHETOLA, Magda. O discurso sobre tecnologias nas políticas públicas em educação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 45, e205167, jul. 2019. Disponível em: <https://bit.ly/2mK5XWW>. Acesso em: 25 set. 2019.

JOBIM E SOUZA, Solange. O olho e a câmera: desafios para a educação na época da interatividade virtual. Revista Advir, Rio de Janeiro, n. 15, p. 75-81, set. 2002.

LOLLINI, Paolo. Didática e computadores: quando e como a informática na escola. São Paulo: Loyola, 1991.

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na Primeira República. São Paulo: EPU, 1997.

NERI, Anita Liberalesso. Velhice e sociedade. 2. Ed. Campinas, SP: Papirus, 2004.

NOLASCO-SILVA, Leonardo. “Os olhos tristes da fita rodando no gravador”: as tecnologias educacionais como artesanias docentesdiscentes. 2018. 205f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

NOLASCO-SILVA, Leonardo; FARIA, Lia; BIANCO, Vittorio Lo. Educação a Distância, cultura da convergência e audiovisualidades: apontamentos para a formação de professores. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 1-21, jun. 2018. Disponível em: <https://bit.ly/355KLfG>. Acesso em: 5 out. 2019.

PINTO, Álvaro Vieira. Sete lições sobre educação de adultos. 11. Ed. São Paulo: Cortez, 2000.

PRETTO, Nelson De Luca. Reflexão: ativismo, redes sociais e educação. Salvador: EDUFBA, 2013.

PRETTO, Nelson De Luca. Professores universitários em rede: um jeito hacker de ser. Motrivivência, Florianópolis, ano XXII, n. 34, p. 156-169, jun. 2010. Disponível em: <https://bit.ly/2G7uf31>. Acesso em: 12 abr. 2019.

PRETTO, Nelson De Luca; ASSIS, Alessandra. Cultural digital e educação: redes já! In: PRETTO, Nelson De Luca; SILVEIRA, Sérgio Amadeu (Orgs.). Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder. Salvador: EDUFBA, 2008, p. 75-83. Disponível em: <https://bit.ly/2E2FyKq>. Acesso em: 20 jul. 2018.

ROMANELLI, Otaíza. História da educação no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1998.

SALGADO, Edmée Nunes; BARBOSA, Paulo Corrêa. Educação de Jovens e Adultos. Rio de janeiro: Fundação CECIERJ, 2014.

SANTOS, Edméa. Educação online para além da EAD: um fenômeno da cibercultura. In: SILVA, Marco; PESCE, Lucila; ZUIN, Antonio (Org.). Educação online: cenário, formação e questões didático-metodológicos. Rio de Janeiro: Wak, 2010, p. 29-48.

SANTOS, Edméa. Formação de professores e cibercultura: novas práticas curriculares na educação presencial e a distância. Revista da FAEEBA, Salvador, v. 11, n. 17, p. 113-122, jan./jun. 2002. Disponível em: <https://bit.ly/2X4yH9F>. Acesso em: 12 abr. 2019.

SANTOS, Edméa; COLACIQUE, Raquel; CARVALHO, Felipe da Silva Ponte de. A autoria visual na internet: o que dizem os memes? Quaestio, Sorocaba, v. 18, n. 1, p. 135-157, maio 2016. Disponível em: <https://bit.ly/2MGandy>. Acesso em: 14 abr. 2019.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

SILVA, Renata Borges Leal da; COUTO JUNIOR, Dilton Ribeiro. INCLUSÃO DIGITAL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA): PENSANDO A FORMAÇÃO DE PESSOAS DA TERCEIRA IDADE. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 24–40, 2020. DOI: 10.12957/redoc.2020.46818. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/46818. Acesso em: 12 abr. 2024.