ADEQUAÇÃO DA ROTULAGEM DE ALERGÊNICOS EM ALIMENTOS PARA ATLETAS

Bruna Pereira do Nascimento, Lia Silveira Adriano, Antônio Augusto Ferreira Carioca, Thalyta Jamile dos Santos Machado

Resumo


Objetivo: Analisar a declaração de alergênicos em alimentos para atletas comercializados na cidade de Fortaleza, Ceará. Metodologia: Aplicou-se uma checklist baseada na RDC nº 26/2015, totalizando 195 rótulos de alimentos para atletas, avaliados em loja especializada em produtos nutricionais. Os alimentos selecionados foram categorizados conforme a RDC nº 18/2010 e foram expostos à venda durante o mês de outubro de 2017, sendo de diferentes marcas e com constituintes alergênicos apresentados na lista de ingredientes. Resultados: Dos rótulos analisados, 184 (94,36%) eram de fabricação nacional, sendo de 22 marcas diferentes e 11 (5,64%) eram importados, sendo de três marcas diversas. Foram verificadas uma ou mais não conformidades em relação à declaração de alergênicos em 90 (46,15%) rótulos, sendo que as não conformidades foram mais prevalentes em marcas importadas (81,81%) do que nacionais (49,39%) (p = 0,0252). Dentre os 113 rótulos que destacavam a frase de alerta, 108 (95,58%) atendiam às exigências legais em relação à formatação gráfica. Entre os alimentos alergênicos investigados, houve maior prevalência de leite, soja e ovo declarados. Conclusão: Os resultados indicam que os alimentos para atletas possuem elevado percentual de inadequação.

DOI: 10.12957/demetra.2019.37247


Palavras-chave


Rotulagem Nutricional; Atletas; Alérgenos

Texto completo:

PDF-PORT PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2019.37247