30 ANOS DA EJA NA UFMG - EXTENSÃO, FORMAÇÃO E PESQUISA

Leôncio José Gomes Soares

Resumo


Este artigo descreve e analisa um conjunto de ações que, desde a década de 1980, passou a ser desenvolvido na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, envolvendo simultaneamente a extensão, a formação e a pesquisa voltadas para a educação de jovens e adultos. Destaca-se a criação de um Curso Supletivo para atender inicialmente os funcionários que trabalhavam na Universidade. Além disso, foi criada a habilitação em educação de adultos no Curso de Pedagogia e iniciou-se uma linha de pesquisa no Programa de Pós-graduação. Ao longo desses 30 anos foram muitos os estudantes das diversas licenciaturas que tiveram no Projeto de Extensão a iniciação à educação e, em especial, à educação de adultos. Entre eles, encontramos alguns que deram prosseguimento à profissão docente, ingressando nas redes públicas e privada de ensino bem como no ensino superior. Encontramos também um grupo significativo de egressos que optou por realizar pesquisas cujas temáticas surgiram da própria prática com os jovens e adultos do Projeto. Somam-se a esses, os estudantes de Pedagogia que escolheram a formação específica, por meio da habilitação em EJA, para trabalhar com jovens e adultos.

DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2016.25013


Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos, práticas, pesquisas e formação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2016.25013

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional