ESCREVER RESPONSÁVEL SOB AS CONDIÇÕES DO DESERTO ( O COMPROMISSO COM O OUTRO E A CONTEMPORANEIDADE)

Carlos Roberto Carvalho, Flávia Miller Naethe Motta

Resumo


Resumo
As vozes que se enunciam aqui são de dois pesquisadores que tomaram para si as palavras de poetas e cientistas para, assim, participarem do grande diálogo a respeito do mundo contemporâneo. Um mundo caduco que tem se tornado um imenso deserto. Mundo que é da nossa inteira culpa e responsabilidade. Não existindo nenhum álibi, nenhuma desculpa, para nossa indiferença frente a ele. A tese que esposam é a mesma proposta por Bakhtin: a de que só se pode vencer a aridez dos desertos a partir de uma atitude responsável (corresponsável) em que se conjuguem organicamente estas três esferas da cultura humana, quais sejam: a arte, a ciência e a vida. Todavia, ela jamais poderá ser vista como uma tese individualista: da luta isolada de um único individuo. Contrários a esta perspectiva, afirmam o papel histórico do individuo como sujeito histórico responsável e ativo que sabe que é o outro que lhe concede a existência, lhe dá sentido e acabamento, sem álibi.

Palavras-Chave: Arte, Vida, Conhecimento, Responsabilidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional