Revista Maracanan

A Revista Maracanan é a publicação científica editada pelo corpo docente do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Seu primeiro número foi impresso em 1999; a partir de 2014, passou para o formato eletrônico; e, a partir de 2019, ganhou publicação quadrimestral, com edições em janeiro, maio e setembro. São bem-vindos trabalhos originais desenvolvidos por pesquisadores-doutores vinculados a instituições do Brasil e do exterior. Artigos, traduções, resenhas, entrevistas e notas de pesquisas, recebidos em fluxo contínuo, compõem cada número em conjunto com um dossiê.

e-ISSN: 2359-0092 | ISSN: 1807-989X | Ano de criação: 1999 - impresso, 2014 - eletrônico | Área do conhecimento: História | Qualis: A2


Submissões e Diretrizes para Autores

 

Próximos Temas:

Edição 32 (2023) - "Teoria da História, ensino de História e universidade

Em preparo | Publicação: abril 2023.

Edição 33 (2023) - "A cor local: Ideias e discursos em contextos coloniais (XVI-XVIII): recepção, reelaboração, produção" 

Chamada: 20 dezembro - 20 março 2023 | Publicação: agosto 2023.

Edição 34 (2023) - "O alimento e suas múltiplas abordagens na História"

Chamada: 1° abril - 1° agosto 2023 | Publicação: dezembro 2023.

 

Aceita-se Artigos Livre, Resenhas, Entrevistas e Notas de Pesquisa durante todo o ano.

Notícias

 

Chamada Aberta | Dossiê n. 33 - A cor local: Ideias, conceitos e discursos em contextos coloniais (séculos XVI-XVIII): recepção, reelaboração, produção

 

Abertura de Submissões | Dossiê n. 33: "A cor local: Ideias, conceitos e discursos em contextos coloniais (séculos XVI-XVIII): recepção, reelaboração, produção"

Chamada: 20 de dezembro 2022 - 20 de março 2023

Organização: Antônio David (USP), Camila Corrêa e Silva Freitas (UFCG) & Rachel Saint Williams (UERJ)

A história social das ideias tem ganhado papel de
destaque no cenário historiográfico contemporâneo, enfatizando, assim, o espaço central ocupado por ideias, conceitos e discursos no desenrolar dos acontecimentos e processos históricos. A partir de 1980, parte expressiva das análises dedicadas à história social das ideias – em especial aquelas relacionadas à crítica cultural e às perspectivas teóricas pós-coloniais – buscou lançar luz sobre o papel de atores sociais ativamente engajados na elaboração de ideias, conceitos e discursos em antigas zonas de ocupação colonial nos continentes americano, africano e asiático. Durante muito tempo, porém, os esforços de compreensão do protagonismo desses atores concentraram-se nos processos históricos do século XIX em diante, procedimento este que foi determinante para a manutenção da noção tradicional de que a produção intelectual europeia era adotada passivamente nos espaços coloniais, ao longo dos séculos XVI, XVII e XVIII. Todavia, na pesquisa histórica das últimas décadas vem ganhando destaque o lugar proeminente da recepção, da reelaboração e da produção de ideias, conceitos e discursos — jurídicos, políticos, teológicos e estéticos — nas sociedades coloniais da época moderna. Tal viés de investigação tem se mostrado crucial para a ampliação de nossa compreensão da formação das sociedades coloniais, bem como tem permitido questionar interpretações historiográficas eurocêntricas.

Com organização dos professores Antônio David (USP), Camila Corrêa e Silva Freitas (UFCG) e Rachel Saint Williams (UERJ), o Dossiê a ser publicado na Edição 33 da Revista Maracanan pretende acolher propostas de pesquisa, oriundas de variadas abordagens teórico-metodológicas, que possibilitem pensar os múltiplos caminhos por meio dos quais as ideias, os conceitos e os discursos foram continuamente produzidos nos espaços sob dominação colonial. Deseja-se destacar que, a partir das circunstâncias históricas específicas de sua temporalidade, os espaços coloniais foram palcos de criação de singulares cores locais.

Não perca a opotunidade de publicar seu artigo! Acesse a aba de submissões em nosso site e confira nossa seção de Normas e Diretrizes para saber como submeter seu texto.

Chamada: 20 de dezembro 2022 - 20 de março 2023

Publicação: julho- ago 2023

A Revista Maracanan também recebe contribuições em fluxo contínuo que compõem regularmente todos os números publicados nas seções Artigos, Entrevistas, Resenhas, Traduções e Notas de Pesquisa.

 
Publicado: 2022-12-20 Mais...
 
Outras notícias...

n. 31 (2022): Comemorações 2022 - memória, historiografia e novas perspectivas


Capa da revista