DIVERSIDADE SEXUAL, GÊNERO E NOVAS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO DA FAMÍLIA: QUESTÕES PARA O ENSINO E A COMENSALIDADE

Roberta Ribeiro De Cicco, Eliane Portes Vargas

Resumo


Este artigo discute a problemática da diversidade sexual, envolvendo as transformações das identidades de gênero no exercício da sexualidade e os novos cenários de organização da família contemporâneos, relacionados às indagações e aos desafios presentes no ensino de ciências, bem como das práticas educacionais em suas interseções com a saúde onde se incluem as práticas alimentares. Tal problemática ainda se apresenta pouco contemplada como interesse e objeto de estudo nos diferentes contextos. Propõe-se abordá-la de modo não isolado dos saberes e conteúdos que conformam tais práticas, tendo em vista o lugar socialmente legitimado da escola nos processos formativos e na construção do conhecimento científico. As reflexões de cunho qualitativo conjugam as perspectivas sociológicas e antropológicas, tendo por base o levantamento de documentos oficiais, projetos e/ou iniciativas que tematizam a diversidade sexual nas escolas no que tange ao fortalecimento, respeito e legitimidade da conjugalidade entre pessoas do mesmo sexo. A discussão aponta as atuais conquistas sociais ao direito de entidade familiar, somadas às tensões que permeiam o debate acerca da diversidade sexual envolvendo as políticas públicas de educação.

DOI: 10.12957/demetra.2016.22446

 


Palavras-chave


ensino; sexualidade; gênero; diversidade sexual

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2016.22446

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.