PADRONIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS NÃO INDUSTRIALIZADAS PARA USO DOMICILIAR: A EXPERIÊNCIA DE CAMPINAS

Marina Borelli, Márcia Josefa Lima de Sá Carneiro, Daniela Arengui, Semíramis Martins Álvares Domene

Resumo


A terapia nutricional enteral domiciliar é uma realidade recente e cresce diante do aumento da expectativa de vida. Contempla pacientes do Sistema Único de Saúde, mas o fornecimento de suplementos nutricionais e dietas enterais não é garantido por esse sistema. O atendimento domiciliar tem a finalidade de prestar assistência humanizada e proporcionar melhor qualidade de vida aos indivíduos enfermos, promovendo educação em saúde junto aos familiares e cuidadores. Grupo formado por nutricionistas de hospitais públicos e privados com leitos do Sistema Único de Saúde e de Serviços de Atendimento Domiciliar do município de Campinas-SP se reuniu para a discussão da nutrição enteral prescrita pelos hospitais com a proposta de padronizar dietas enterais não industrializadas para alta hospitalar, visando à seleção de fórmulas que atendam às necessidades nutricionais, com menor custo em relação à industrializada, facilidade de preparo e favorecimento da orientação de alta e acompanhamento nutricional no domicílio. Foram padronizadas sete dietas, preparadas simulando a situação do domicílio e encaminhadas para análise bromatológica para determinação da composição centesimal. Os cálculos a partir de tabelas de composição de alimentos foram comparados aos resultados da análise bromatológica. A partir dos resultados obtidos, ajustes nas dietas serão realizados e este protocolo será divulgado nos hospitais do município e da região.

 


Palavras-chave


Terapia Nutricional. Nutrição Enteral. Alimentos Formulados. Atendimento Domiciliar

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2014.10544