Ressignificando o fracasso escolar: da dificuldade de aprendizagem à injustiça cognitiva – ensinar e aprender com artes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2021.63457

Palavras-chave:

Injustiça Cognitiva, Arte, Mediação

Resumo

Nosso objetivo é investigar a formulação de outras possibilidades para a ação educativa a partir da concepção de Injustiças Cognitivas. A pesquisa se desenvolve num ambulatório de Neuropsiquiatria Infantil, que atende crianças e adolescentes, das classes populares. O que sabe quem não sabe? Tal pergunta nos lança no contra movimento de aprender com as crianças como ensiná-las. Ao narrar as experiências vividas com um grupo de 16 crianças e adolescentes, buscamos refletir sobre suas conquistas. Para nós a arte é um dispositivo de inter(in)venção, pois entendemos que a expressão artística revela sentimentos ocultos, porém, muito importantes que auxiliam o mediador (professores e terapeutas) a melhor atender às necessidades do educando no período escolar.

Referências

BENJAMIM, Walter. O Narrador. In: BENJAMIM, Walter. OBRAS ESCOLHIDAS. Magia e Técnica. Arte e Política. Volume 1. São Paulo: Editora Brasiliense, 1985.

DECLARAÇÃO DE SALAMANCA: Disponível em: portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acessado em: 08/02/2016.

FONSECA, Nathália S. B. Injustiças Cognitivas: ressignificando os conceitos de cognição, memória e aprendizagem no cotidiano escolar. Relatório PIBIC. Rio de Janeiro: CNPq, 2016/2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GARCIA, Vânia B. Identificando talentos adormecidos. In: Mostra de iniciação a docência UFF. Rio de Janeiro: 2017.

MATURANA R., H. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

PÉREZ, Carmen Lúcia Vidal. Injustiças Cognitivas: ressignificando os conceitos de cognição, memória e aprendizagem no cotidiano escolar. Projeto de Pesquisa. Rio de Janeiro. CNPq, 2016.

SKLIAR, C. Pedagogia (improvável) da diferença: e se o outro não estivesse aí? Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

SPINOZA, B. Ética. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

WERNER, J. Saúde e Educação: desenvolvimento e aprendizado do aluno. Rio de Janeiro: Gryphus, 2000.

Downloads

Publicado

17-11-2021

Como Citar

PÉREZ, Carmen Lúcia Vidal; BARBOZA, Nathália Fonseca da Silva; GARCIA, Vânia Baptista. Ressignificando o fracasso escolar: da dificuldade de aprendizagem à injustiça cognitiva – ensinar e aprender com artes. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 1134–1147, 2021. DOI: 10.12957/riae.2021.63457. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/63457. Acesso em: 20 abr. 2024.