PROMOVENDO A FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DAS ESCOLAS COMUNITÁRIAS EM ANGOLA: UMA EXPERIÊNCIA DE ELEARNING

Autores

  • Teresa Vieira Escola Portuguesa de Luanda LE@D, Universidade Aberta
  • Lúcia Amante Universidade Aberta, Laboratório de Educação a Distância e Elearning (LE@D) http://orcid.org/0000-0003-3210-7980

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2023.74694

Palavras-chave:

ELearning, Formação de professores, Literacia digital, Escolas Comunitárias de Luanda.

Resumo

 

Partindo do diagnóstico de necessidades de formação contínua dos professores das Escolas Comunitárias de Luanda, a presente investigação visou desenvolver e proporcionar um curso na modalidade eLearning, bem como estudar o impacto e as potencialidades desta formação específica no contexto em causa. Estes professores desenvolvem a sua atividade docente em escolas carenciadas de bairros situados na periferia da capital de Angola. No enquadramento do estudo abordamos as alterações provocadas pela sociedade em rede no paradigma educacional, designadamente a emergência da formação na modalidade eLearning e realizamos ainda a contextualização da intervenção, dando conta da Associação dos Professores Comunitários e do seu papel no âmbito do sistema educativo de Angola. No plano metodológico, foram seguidas as etapas de conceção e desenvolvimento de projetos educacionais. Adotámos instrumentos de natureza qualitativa designadamente a entrevista, na fase de diagnóstico, associada a um questionário. Na fase de avaliação além de observação participante durante a implementação do projeto, concebemos também um questionário que aplicámos ao conjunto dos formandos no final da formação. Apresentamos a implementação do curso e damos conta dos resultados da sua avaliação, assinalando algumas condicionantes que influenciaram o seu nível de sucesso. Discutimos a possível contribuição da pedagogia do eLearning, em consonância com objetivo principal do presente projeto, identificando constrangimentos bem como pontos fortes. Concluímos que o curso delineado despertou o interesse e a motivação do público-alvo, contribuiu para o aperfeiçoamento de práticas, bem como alcançou o reconhecimento dos participantes, evidenciando, contudo, certas limitações. Assim, com base na análise realizada damos conta de reajustamentos no modelo de curso com vista a uma maior eficácia em contextos como o que estudámos, designadamente apontando para uma opção híbrida, que conjugue momentos presenciais e períodos de trabalho on-line.

 

PALAVRAS-CHAVE: ELearning, Formação de professores, Literacia digital, Escolas Comunitárias de Luanda.

 

Biografia do Autor

Teresa Vieira, Escola Portuguesa de Luanda LE@D, Universidade Aberta

Professora na Escola Portuguesa de Luanda; Realizou mestrado em Pedagogia do Elearning na Universidade Aberta.

Lúcia Amante, Universidade Aberta, Laboratório de Educação a Distância e Elearning (LE@D)

Licenciada em Psicologia Educacional pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), mestre em Comunicação Educacional Multimídia e doutorada em Ciências da Educação pela Universidade Aberta – Portugal, onde é professora. Atualmente assume a coordenação do mestrado em Comunicação Educacional e Mídias Digitais. A sua atividade docente tem estado ligada à formação de professores, à formação graduada no âmbito da Licenciatura em Educação, bem como à formação pós-graduada onde é responsável por Unidades Curriculares em diferentes cursos de mestrado e no doutoramento em Educação, especialidade Educação a Distância e Elearning. Integra o Laboratório de Educação a Distância e Elearning da Universidade Aberta e desenvolve a sua investigação na área da Educação a Distância, (Psicologia e Pedagogia da Educação Online) designadamente sobre avaliação em contextos de elearning. Também pesquisa questões emergentes da utilização da web social, quer ao nível da educação, quer ao nível de outros processos culturais decorrentes da cultura da convergência proporcionada pelos mídia digitais. Integrou a equipa que delineou o modelo pedagógico virtual da Universidade Aberta e tem diversas publicações sobre problemáticas inerentes a estes novos contextos de aprendizagem.

 

Referências

ANDERSON, TERRY. Theory and practice of online learning (2.ª ed.). Edmonton, Canadá: AU Press, 2008. Disponível em: https://ufdc.ufl.edu/AA00011700/00001

AUTOR. 2016

AUTOR & OUTRO. 2016

LEMAIRE, MARIE-BRIGITTE. Méthode gestuelle Jean Qui Rit. Paris: Pierre Téqui, 1993.

MENDES, CAROLINA. As escolas comunitárias de Luanda: Um contributo para o desenvolvimento sustentável da escolarização em Angola. Revista Internacional de Estudos Africanos (18), pp. 135-152. 2012 Disponível em: file:///C:/Users/lucia/Downloads/root,+%23%23default.groups.name.manager%23%23,+Africana+Studia_18-135-152.pdf

MIRANDA, BRANCA.; CABRAL, PEDRO. Projetos de intervenção educativa. Lisboa: Universidade Aberta, 2017. Disponível em: https://repositorioaberto.uab.pt/handle/10400.2/6557

NÓVOA, ANTÓNIO. Professores: Imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

QUINTAS-MENDES, ANTÓNIO.; MORGADO, LINA.

SIEMENS, GEORGE. Connectivism: A learning theory for the digital age. International Journal of Instructional Technology and Distance Learning, 2(1), pp. 3-10. (12 de janeiro de 2005). Disponível em: http://www.itdl.org/Journal/Jan_05/article01.htm

UNICEF. Programa de educação do UNICEF Angola. 2020. Disponível em: https://www.unicef.org/angola/educacao

VAUGHAN, NORMAN.; CLEVELAND-INNES, MARTHA; GARRISON, RANDY Teaching in blended learning environments: Creating and sustaining communities of inquiry. Edmonton, Canadá: Au Press, 2013. Disponível em: https://www.aupress.ca/app/uploads/120229_99Z_Vaughan_et_al_2013-Teaching_in_Blended_Learning_Environments.pdf

AUTOR. 2021

Downloads

Publicado

2023-07-17

Como Citar

VIEIRA, Teresa; AMANTE, Lúcia. PROMOVENDO A FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DAS ESCOLAS COMUNITÁRIAS EM ANGOLA: UMA EXPERIÊNCIA DE ELEARNING. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 01–17, 2023. DOI: 10.12957/redoc.2023.74694. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/74694. Acesso em: 24 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)