PARA SER UM SER NO MUNDO: A HUMANIZAÇÃO É UMA POÉTICA EM PAULO FREIRE

Aristóteles de Paula Berino

Resumo


O pretendido neste artigo é discutir a atualidade da obra de Paulo Freire para o um projeto plural de “epistemologias do Sul” desde o continente latino-americano, ou seja, sua contribuição para um referencial teórico condizente com as nossas realidades e condição histórica. Percorrendo alguns dos seus escritos, produzidos em diferentes momentos da sua trajetória intelectual, mas observando a coerência seu legado, enfatizamos o valor da sua obra diante não apenas das necessidades referidas à educação escolar e popular, mas também para a tessitura de ações culturais conscientizadoras e formadoras da nossa presença no lugar e no mundo. Destacamos para tal, a concepção de educação transformadora em Paulo Freire e o valor estético da criação no seu pensamento.


Palavras-chave


Paulo Freire; Inédito-viável; Transformação social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.34457

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional