FORMAÇÃO DO PROFESSOR: CRENÇAS E VALORES DE DISCENTES SOBRE SUA PROFISSIONALIZAÇÃO

Jean Mac Cole Tavares Santos, Maria Antônia Teixeira da Costa

Resumo


Este artigo busca entender as crenças e os valores trazidos pelos alunos de pedagogia ao chegarem ao curso, acerca do que é ser professor, do que é ensinar, do que é aprender. A partir do entendimento acima, discute a contribuição do curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte/Mossoró/Brasil, para a desconstrução de crenças e valores que desprestigiam o magistério. Investigar essas questões é primordial para avançar no processo formativo de professores compreendendo que a formação do professor começa não apenas quando ele chega ao curso de formação, mas que sua própria vida, é também formação. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é apresentarmos uma investigação sobre crenças e valores de alunos que ingressaram no Curso de Pedagogia nos semestres de 2007 , sobre o que é ser professor, ensinar e aprender e analisarmos o processo identitário destes alunos na perspectiva de contribuirmos com a construção de sua profissionalidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional