O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO JUVENIL: PROJETO, PRÁTICAS E CRÍTICAS

Marcos Chagas, Alicia Bonamino

Resumo


Focalizamos, neste estudo, o Programa de Educação Juvenil (PEJ) da Secretaria de Educação do Município do Rio de Janeiro (Smerj). Ao longo do texto, reconstruímos a trajetória do PEJ e descrevemos suas características atuais. Nosso interesse pelo estudo do PEJ decorre, basicamente, de sua permanência e expansão ao longo do tempo e da faixa etária dos alunos priorizada pelo programa. No entrecruzamento desses dois aspectos delineia-se uma das principais tensões do PEJ: a positiva adesão municipal ao preceito estabelecido, na nova LDB, em relação à oferta gratuita de ensino fundamental para todos os que não tiveram acesso na idade própria, vis a vis a restritiva focalização do programa no aluno jovem.

Palavras-chave


educação de jovens e adultos; ensino fundamental de jovens e adultos; política educacional

Texto completo:

Texto completo [PDF]

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional