Alterações na dinâmica familiar com a hospitalização em unidade de terapia intensiva [Changes in family dynamics in face of hospitalization in an intensive care unit] [Cambios en la dinámica familiar con la hospitalización em unidad de cuidados intensivo]

Camilla Telemberg Sell, Bruna Telemberg Sell, Eliane Regina Pereira do Nascimento, Maria Itayra Padilha, Juliana Bonetti de Carvalho

Resumo


Trata-se de um estudo descritivo qualitativo, com o objetivo de compreender as modificações na dinâmica familiar com a hospitalização de um membro da família na unidade de terapia intensiva. Foi realizado em um hospital de Santa Catarina, em julho e agosto de 2009, com entrevista a 14 familiares. O método de análise foi o discurso do sujeito coletivo. Os relatos deram origem a três temas: mudanças psicossociais da família com a hospitalização; alterações no cotidiano; o enfrentamento as rotinas da unidade. As mudanças emocionais foram: maior sensibilidade, tristeza, apreensão, desespero; como alterações no cotidiano: dificuldade de conciliar trabalho, afazeres domésticos, e estar junto ao familiar doente; quanto ao enfrentamento das normas, rotinas rígidas de visita, pouco acesso a informações. Conclui-se que é necessário que a equipe da unidade considere esses aspectos no atendimento à família, para um melhor enfrentamento da hospitalização.

 

ABSTRACT

This is a descriptive qualitative study aiming at assessing the changes in family dynamics in face of hospitalization of a family member in an intensive care unit. It was conducted in a hospital in the state of Santa Catarina, Brazil, in July-August, 2009, on the basis of interviews with fourteen families. The analysis method was configured on the basis of the collective subject discourse. Reports gave rise to three themes: psychosocial changes in the family in face of hospitalization; changes in daily life; facing routines of the unit. Emotional changes were reported as stronger sensitivity, sadness, worry, and despair; changes in daily life were identified as difficulty with reconciling a job and housework with personal care giving to the ill family member; as for facing routines of the unit, inflexible visiting hours and little access to information were remarkable. Conclusions show that to better assist the family in face of hospitalization, the unit team should observe those aspects in family care.

 

RESUMEN

Estudio cualitativo descriptivo, con el fin de conocer los cambios en la dinámica familiar con la hospitalización de un familiar en la unidad de cuidados intensivos. Se llevó a cabo en un hospital de Santa Catarina-Brasil, en julio y agosto de 2009, entrevistando 14 miembros de la familia. El método de análisis fue el discurso del sujeto colectivo. Los informes dieron lugar a três temas: cambios psicosociales de la familia con la hospitalización, los cambios en la vida cotidiana, hacer frente a las rutinas de la unidad. Fueron vistos como cambios emocionales: una mayor sensibilidad, tristeza, preocupación, desesperación; como cambios en la vida cotidiana: la dificultad de conciliar el trabajo con las tareas del hogar, y estar con el familiar enfermo; hacer frente a las rutinas: visita de rutina rígida, poco acceso a la información. Se concluye que es necesario que el equipo considere esos aspectos en el atendimiento a la familia, para un mejor enfrentamiento de la hospitalización.


Palavras-chave


Unidade de terapia intensiva; enfermagem; família; características da família [Intensive care unit; nursing; family; family characteristics] [Unidad de cuidados intensivos; enfermería; familia; características de la familia]

Texto completo:

PDF