Trajetória, avanços e perspectivas da pós-graduação no Instituto de Nutrição Josué de Castro, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Rosângela Alves Pereira, Mariana Costa Monteiro, Eliane Lopes Rosado, Tatiana El-Bacha Porto, Ana Luisa Kremer Faller, Patrícia de Carvalho Padilha, Elizabeth Accioly

Resumo


O Instituto de Nutrição Josué de Castro (INJC), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi criado em 1946 como instituição de ensino e pesquisa na área de Nutrição. Este trabalho, submetido na categoria “Perspectivas”, descreve a trajetória do ensino de Pós-Graduação (PG) no INJC, no ano do jubileu dos 75 anos do INJC. Para elaborar este relato, foram consultados artigos, livros, documentos, relatórios, atas e anotações do INJC e da UFRJ. O ensino de PG no INJC teve início no final da década de 1970, com a oferta de dois cursos de especialização. Em 1985, foi implantado o mestrado em Nutrição Humana. Atualmente, o INJC é a única instituição da área de Nutrição no Brasil que abriga um programa acadêmico de mestrado e doutorado, o Programa de Pós-Graduação em Nutrição, e um programa de mestrado profissional, o Programa de Pós-Graduação em Nutrição Clínica. A instituição oferece, ainda, seis cursos de especialização e integra quatro programas de residência multiprofissional da UFRJ. Indicadores favoráveis consistentes expressam o sucesso do esforço coordenado de docentes e discentes dos Programas de PG em iniciativas que privilegiam a obtenção de financiamento, o desenvolvimento de projetos interdisciplinares intra e interinstitucionais e o incentivo à produção acadêmica de qualidade. A pós-graduação no INJC articula-se com o ensino de graduação e com a extensão, contribuindo para a formação qualificada de recursos humanos no campo da Alimentação e Nutrição. Aos 75 anos, o INJC, por meio do ensino de PG, reitera o papel social e acadêmico da universidade pública brasileira.


Palavras-chave


Programas de Pós-Graduação em Saúde. Ciências Nutricionais. Ciência, Tecnologia e Sociedade.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Brasil. Decreto-Lei Nº 8.684, de 16 de Janeiro de 1946. Autoriza a Universidade do Brasil a incorporar o Instituto de Tecnologia Alimentar. Diário Oficial da União, 1946 Jan 17. Seção 1: 765.

Associação Brasileira de Nutrição (ABN). Histórico do nutricionista no Brasil, 1939-1989: coletânea de depoimentos e documentos. Rio de Janeiro: Editora Atheneu, 1991, 442 p.

Kac G, Proença RPC, Prado SD. A criação da área "nutrição" na Capes. Rev Nutr. 2011; 24 (6): 905-916. DOI: 10.1590/S1415-52732011000600011.

Aragão DSS, Souza AMC, Silva SA, Jucá SCS. Cenário político e contribuições da mídia no processo de desvalorização da Ciência no Brasil. RSD [Internet]. 2020 [citado 2021 Jul 11]; 9(9):e371997138. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/7138. DOI: 10.33448/rsd-v9i9.7138

Assunção Y. O Cenário da Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil. 2020 Mai 8 [citado 2021 Jul 11]. In: Observatório da Comunicação Pública da Ciência [Internet]. Belo Horizonte: Pensar a Educação, Pensar o Brasil. Disponível em: https://pensaraeducacao.com.br/observatorio/2020/05/08/o-cenario-da-ciencia-tecnologia-e-inovacao-no-brasil/. Acessado em 07.07.2021.




DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2021.61187

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.