DIDÁTICA E EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA: CONTRIBUIÇÕES DA CURADORIA DOCENTE PARA A APLICAÇÃO DA LEI 10639/03

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2024.73765

Palavras-chave:

Didática, Cinema, Educação Básica Antirracista, Curadoria

Resumo

Problematizamos o conceito de curadoria, importado do universo das artes para o campo da educação, apresentando algumas possibilidades de atuação dos professores como agentes promotores de mediações artístico-culturais. Escolhemos o cinema como campo de reflexão para a curadoria docente, uma vez que se trata de mídia complexa e linguagem híbrida com acesso e uso recorrente no âmbito escolar. A ideia central corresponde a um contraponto, operado por meio da escola, aos filmes que normalmente circulam e são consumidos pelos estudantes. Ofertar audiovisuais raramente disponibilizados pela indústria de massa é papel da instituição escolar, considerando que tais obras possuem potência crítico-reflexiva para a abordagem dos diversos conhecimentos que são tratados nesses ambientes e cujas gramáticas precisam ser aprendidas. Elegemos discutir, especificamente, sobre a história da escravidão, as resistências e seus desdobramentos, desde o Brasil colonial, por meio do audiovisual A última abolição, construído para além do circuito da indústria de massa, em razão de sua profundidade estética e narrativa, importantes elementos mediadores para o acesso ao conhecimento curricular. Essa pesquisa opera na defesa pela atuação dos profissionais da educação básica como curadores do conhecimento artístico, em especial da linguagem audiovisual, por entendermos que eles/elas podem ser agentes da expansão do repertório artístico-cultural dos/das estudantes.

Biografia do Autor

Lara Rodrigues Pereira, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação (UFSC), Mestra em História (UDESC), Especialista em Gestão Educacional e Metodologia do Ensino Interdisciplinar (Dom Bosco), Graduada em História (UFSC). Possui experiência na educação básica, ensino fundamental e médio, na disciplina de História. Atua no Ensino Superior como professora adjunta do Departamento de Metodologia de Ensino MEN, UFSC, na disciplina de Didática, desde junho de 2019. Experiência na área de Didática, Formação de professores, História da Educação, Didáticas do Audiovisual, História do Cinema, Cinema Educativo brasileiro. Vinculada ao Grupo de Estudos e Pesquisa Formação de Professores e Práticas de Ensino FOPPE

Jilvania Lima dos Santos Bazzo, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação, Departamento de Metodologia de Ensino - área e Didática, do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ALMEIDA, Silvio. Racismo Estrutural. Coleção Feminismos Plurais. São Paulo: Sueli Carneiro, Pólen Editora, 2019.

BAZIN, André. O que é cinema. São Paulo: UBU editora, 2018.

BURCH, Noel. Práxis do cinema. São Paulo: Perspectiva, 2015.

CARNEIRO. Sueli. Racismo, Sexismo e desigualdade no Brasil. São Paulo: Selo Negro Edições, 2011.

CORTELLA, Mario Sérgio; DILMENSTEIN Gilberto. A era da curadoria: o que importa é saber o que importa. Campinas: Papirus, 2015.

GOMES, Nilma Lopes. Diversidade e Currículo. Indagações sobre o Currículo Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007.

HOOKS, bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo: WMF, 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 2013.

MARMO, Alena Rizzi; LAMAS, Nadja de Carvalho. O curador e a curadoria. Palhoça: Revista Ciência em Curso. V.2, n.1, jan/jun. 2013.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. São Paulo: N-1 Edições. 2020.

NICHOLS, Bill. Introdução ao documentário. Campinas: Papirus, 2010.

SILVA, Thaís Conconi; MARTINEZ, Elias David Morales. Identidade, resistência e simbolismo no filme Onde sonham as formigas verdes (1984) de Werner Herzog. Revista Doc On-line, n. 29, março de 2021, www.doc.ubi.pt, pp. 5-32.

Downloads

Publicado

09-01-2024

Como Citar

RODRIGUES PEREIRA, Lara; LIMA DOS SANTOS BAZZO, Jilvania. DIDÁTICA E EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA: CONTRIBUIÇÕES DA CURADORIA DOCENTE PARA A APLICAÇÃO DA LEI 10639/03. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 61–74, 2024. DOI: 10.12957/riae.2024.73765. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/73765. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - 20 ANOS DA LEI 10.639: CONVERSAS CURRICULARES ENTRE SABERES, PRÁTICAS E POLÍTICAS ANTIRRACISTAS