AS PERGUNTAS DAS CRIANÇAS PEQUENAS: "AUMENTADORES DE CAMINHOS” DE UMA PROFESSORA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2023.70386

Palavras-chave:

Perguntas, Educação infantil, Narrativa Pedagógica, Mikhail Bakhtin, Maria Zambrano.

Resumo

Do espaço e do tempo nos quais nos encontramos, expressamos, interpretamos e criamos o mundo por meio de signos ideológicos compartilhados. As crianças pequenas chegaram a este mundo há pouco tempo e, talvez, por isso possuem menos modelos internalizados do que as pessoas adultas. Crianças questionam o que para nós já está dado, abrindo possibilidades para um novo que seja inesperado. Este artigo tem por objetivo revelar como uma professora-pesquisadora constrói compreensões sobre o que vive no cotidiano educativo e nas relações ali estabelecidas com as perguntas das crianças pequenas, que estão no mesmo espaço que ela, mas acabaram de chegar neste mundo. A professora de educação infantil, ao pesquisar como organizava seu trabalho na relação com as crianças, escreveu narrativas pedagógicas sobre a própria prática e as relações construídas no cotidiano educativo. A interpretação das narrativas foi realizada ao cotejar esses textos com outros textos e conceitos, principalmente das filosofias bakhtiniana e zambraniana. Percebemos que as perguntas das crianças pequenas acabam modificando nossas percepções estéticas, o modo como interpretamos o mundo e, assim, também os nossos atos éticos e os nossos conhecimentos podem se modificar.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, Mikhail. Para uma filosofia do ato responsável. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010a.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2015.

BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. São Paulo: Editora 34, 2016.

BAKHTIN, Mikhail. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. São Paulo: Editora 34, 2017a.

BAKHTIN, Mikhail. O Freudismo: um esboço crítico. São Paulo: Perspectiva, 2017b.

BAKHTIN, Mikhail. Teoria do romance II: as formas do tempo e do cronotopo. São Paulo: Editora 34, 2018.

CASADO, Ángel; SÁNCHEZ-GEY, Juana. Introducción. IN: CASADO, Ángel; SÁNCHEZ-GEY, Juana (orgs). María Zambrano. Filosofía y Educación (manuscritos). Málaga: Editorial Ágora, 2007, pp. 17-42

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

MEDVIÉDEV, Pável. O método formal nos estudos literários: introdução crítica a uma poética sociológica. São Paulo: Contexto, 2019.

ONDJAKI. O convidador de pirilampos: estórias sem luz elétrica. Rio de Janeiro: Pallas, 2018

PETRILLI, Susan. Em outro lugar e de outro modo. Filosofia da linguagem, crítica literária e teoria da tradução em, em torno e a partir de Bakhtin. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013.

PETRILLI, Susan. A visão do outro. Palavra e imagem em Mikhail Bakhtin. In:BAKHTIN, Mikhail. O homem ao espelho. Apontamentos dos anos 1940. São Carlos: Pedro & João Editores, 2019, p. 68-105.

PRADO, Guilherme do Val Toledo. Narrativas Pedagógicas: indícios de conhecimentos docentes e desenvolvimento pessoal e profissional. Interfaces da educação, v. 4, n. 10, p. 149-165, 2013.

SERODIO, L. A.; PRADO, G.do V. T. Metodologia narrativa de pesquisa em educação na perspectiva do gênero do discurso. In: PRADO, G. do V. T. et al (org.). Metodologia narrativa de pesquisa em educação: uma perspectiva bakhtiniana. São Carlos: Pedro & João Editores, 2015, p.91-127.

SIMAS, Vanessa França; PRADO, Guilherme do Val Toledo; DOMINGO, Jesús. Dimensões de consciência possíveis na pesquisa e na escrita narrativa sobre si - uma perspectiva bakhtiniana. Bakhtiniana. Revista De Estudos Do Discurso, janeiro 2018.13(1), Port. 113–131 / Eng. 123. Disponível em https://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/32164 Acesso em: 07 mar. 2023.

SIMAS, Vanessa França. A professora-pesquisadora-iniciante e seus outros: caminhos partilhados na invenção de ser professora. Tese (Doutorado em educação) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação e Universidade de Granada (Espanha), Campinas, 2018. Disponível em http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331679 Acesso em: 08 abr. 2021.

SIMAS, Vanessa França. Narrativas compartilhadas na formação da professora iniciante. Educar em Revista, [S.l.], maio 2021. ISSN 1984-0411. Disponível em https://revistas.ufpr.br/educar/article/view/75677. Acesso em: 07 mar. 2023.

VOLOCHÍNOV, Valentin. A palavra na vida e a palavra na poesia - Introdução ao problema da poética sociológica. In: VOLOCHÍNOV, Valentin. A construção da enunciação e outros ensaios. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013, p. 71-100.

VOLOCHÍNOV, Valentin. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo: Editora 34, 2017.

ZAMBRANO, María. Las dos preguntas. In: CASADO, Ángel; SÁNCHEZ-GEY, Juana (orgs). María Zambrano. Filosofía y Educación (manuscritos). Málaga: Editorial Ágora, 2007, p. 47-48.

ZAMBRANO, María. El hombre y lo divino. Madrid: Fondo de Cultura Económica de España, 2010.

ZAMBRANO, María. Notas de un método. Madrid: Editorial Tecnos, 2011a.

ZAMBRANO, María. Claros del bosque. Madrid: Cátedra Letras Hispánicas, 2011b.

Downloads

Publicado

31-03-2023

Como Citar

SIMAS, Vanessa França; PRADO, Guilherme do Val Toledo. AS PERGUNTAS DAS CRIANÇAS PEQUENAS: "AUMENTADORES DE CAMINHOS” DE UMA PROFESSORA. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 371–387, 2023. DOI: 10.12957/riae.2023.70386. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/70386. Acesso em: 13 jul. 2024.