A EDUCAÇÃO ESCOLAR E AGENCIAMENTOS INDÍGENAS NO VALE DO TOCANTINS-ARAGUAIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2023.77314

Palavras-chave:

Educação escolar indígena. Povos Indígenas. Agenciamentos. Transinvenção.

Resumo

O ensaio anseia pensar a escola reivindicada pelos povos indígenas no Vale do Tocantins-Araguaia enquanto agenciamento e transignificação. Quando os Gavião (Akrãtikatêjê, Parkatêjê e Kyikatêjê), os Awaeté (Parakanã), os Suruí-Aikewára, os Guarani de Nova Jacundá-PA, os Kayapó e os Xikrim, entre outros coletivos indígenas, no Vale do Tocantins-Araguaia, na Amazônia Oriental, sobretudo no Sudeste Paraense, demandam educação escolar, enunciam uma escola outra, descolonizada e expressão da diferença. A metodologia deste ensaio é potencializada por pesquisas de corte pós-qualitativo que em sua performatividade intercambia observação participante, pesquisa de campo, etnografias, entrevistas, rodas de conversas, autobiografia, estudo de caso, pesquisa bibliográfica, relatos de experiências e cartografias sociais.

Biografia do Autor

Ronnielle Azevedo-Lopes, Instituto Federal do Pará (IFPA)

Licenciado e Mestre em Filosofia. Doutor em Educação atua com Educação escolar indígena e educação do campo. É professor de Filosofia e Epistemologia no Campus Rural de Marabá – IFPA. Coordena Grupo de Pesquisa “Saberes Tradicionais e Etnosintropia no Vale Do Tocantins-Araguaia”.

Referências

ARNAUD, Expedito. O comportamento dos índios Gaviões de Oeste face à sociedade nacional. Vol. 1 Belém, Boletim do Museu Emilio Goeldi, 5-66, 1984.

AZEVEDO-LOPES, Ronnielle de. Temējakrekatê: gnosecídio, resistência e transcolonialidade dos saberes tradicionais no Vale do Tocantins-Araguaia. Rio de Janeiro: UERJ, 2021. Tese disponível em: https://www.bdtd.uerj.br:8443/handle/1/17506. 403 p.

AZEVEDO-LOPES, Ronnielle de. A metafísica do desenvolvimento e o etnoenvolvimento dos povos Gavião no Vale do Tocantins-Araguaia: dispositivos de poder kupe͂ e agenciamentos indígenas. In Sociedades Indigenas na Amazônia: territorialidades, histórias e processoas educativos.

Orgs. ALENCAR, Maria C. Macedo; RIBEIRO JUNIOR, Ribamar; e AZEVEDO-LOPES, Ronnielle de. Curitiba: CRV, 2020a.

AZEVEDO-LOPES, Ronnielle de. Contra a certeza dos brancos: Por filosofias da educação transcoloniais. In experimentos de filosofias pós-colonial. Orgs. MEDEIROS, Claudio; e GALDINO, Victor. São Paulo: Ed. Politéia, 2020b.

AZEVEDO-LOPES, Ronnielle de. Temējakrekatê: do gnosecídio à afirmação dos saberes tradicionais no Vale do Tocantins-Araguaia. In Encruzilhadas Filosóficas. Orgs. BORGES-ROSARIO, Fábio; MORAES, Marcelo J. Derzi; e HADDOCK-LOBO, Rafael. Rio de Janeiro: Ape’Ku, 2020c.

AZEVEDO-LOPES, Ronnielle de. Do desenvolvimento ao etnoenvolvimento curricular. In XIX ENDIPE, 2018. Disponível em: [file:///D:/Usu%C3%A1rios/Cliente/Downloads/99876%20(1).pdf].

BARAD, Karen. Performatividade pós-humanista: para entender como a matéria chega à matéria. Tradução: Thereza Rocha. Vazantes, 2017.

BENITES, Tonico. A escola na ótica dos Ava Kaiowá. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2012.

BOURDIEU, Pierre. A Escola Conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. In Escritos de Educação. Trad.: Aparecida Joly Gouveia. Petrópolis: Ed. Vozes, 2001.

BRASIL. I Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena – Documento-Síntese dos Documentos Finais das Conferências de Educação Escolar Indígena. Brasília: MEC et ali, 2009.

BUTLER, Judith. Corpos em aliança e a política das ruas: Notas para uma teoria performativa de assembleia. Tradução: Fernanda Siqueira Miguens. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

BUTLER, Judith. Quadros de Guerra: quando a vida é passível de luto. Tradução: Sérgio Lamarão e Arnaldo M. da Cunha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

CLASTRES, Pierre. Sociedade contra o Estado. Tradução: Theo Santiago. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

DERRIDA, Jacques. A mitologia branca: A metáfora no texto filosófico. In: Margens da Filosofia. Tradução: Joaquim Torres Costa e António M. Magalhães. São Paulo: PAPIRUS EDITORA, 1991.

DELEUZE, Gilles. GUATTARI, Félix. Mil platôs - capitalismo e esquizofrenia, vol. 3. Trad.: Aurélio Guerra Neto, Ana Lúcia de Oliveira, Lúcia Cláudia Leão e Suely Rolnik. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1996.

FAVRET-SAADA, Jeanne. “Ser Afetado”. Trad.: Paula Siqueira. Cadernos de Campo, n. 13. 2005.

FERRAZ, Iara. De ‘Gaviões’ a ‘Comunidade Parkatêjê’: uma reflexão sobre processos de reorganização social. Rio de Janeiro, RJ, (Tese de Doutorado) 1998.

FAUSTO, Carlos. A dialética da predação e familiarização entre os Parakanã da Amazônia Oriental: por uma teoria da guerra ameríndia. Rio de Janeiro: Museu Nacional, 1997. 504 p. (Tese de Doutorado).

FAUSTO, Carlos. Inimigos fiéis: história, guerra e xamanismo na Amazônia. São Paulo: Edusp, 2001.

FAUSTO, Carlos. A dialética da predação e familiarização na Amazônia: o caso Parakanã. In XXI Encontro Anual da Anpocs. Caxambu-MG: 1997.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Trad.: Roberto machado. 4ª ed. Rio de janeiro: Paz e Terra, 2016.

KOPENAWA, Davi. ALBERT, Bruce. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. Tradução Beatriz Perrone-Moisés. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

KRENAK, Ailton. Ailton Krenak. Lisboa: Oca editorial, 2019.

MACEDO, Elizabeth F. CURRÍCULO: Política, Cultura e Poder. In Currículo sem Fronteiras, v.6, n.2, pp.98-113, Jul/Dez 2006.

MACEDO, Elizabeth F. Currículo e conhecimento: Aproximações entre educação e ensino. In Cadernos de pesquisa, v.42, n. 147., 2012.

MELATTI, Júlio. C. O messianismo Krahó. São Paulo: Editora Helder-USP, 1972.

NIMUENDAJU, Curt. The Eastern Timbira, Berkley/Los Angeles, University of California Press. University of California Publications in American archeology and ethnology, vol. XLI, Kroeber, A. L., Gifford, E. W. & Olson, R. L., (eds.). 1946.

QUIJANO, Aníbal. COLONIALIDAD Y MODERNIDAD/RACIONALIDAD. 1991. Disponível: [https://problematicasculturales.files.wordpress.com/2015/04/quijano-colonialidad-y-modernidad-racionalidad.pdf].

RIBEIRO JÚNIOR. Ribamar. “Nós estamos igual kapràn”: Um estudo da Terra Indígena Mãe Maria no contexto dos neoaldeamento. Tese de Doutorado. UFMG, 2020.

SANTOS, Antônio Carlos Magalhães Lourenço. Os Parakanã: espaços da socialização e suas articulações simbólicas. Tese de doutorado. USP: 1994.

TÔNKYRÉ, Akrãtikatêjê. Entrevista concedida a Ronnielle de Azevedo-Lopes em 09 de Agosto de 2018.

Downloads

Publicado

2023-08-04

Como Citar

AZEVEDO-LOPES, Ronnielle. A EDUCAÇÃO ESCOLAR E AGENCIAMENTOS INDÍGENAS NO VALE DO TOCANTINS-ARAGUAIA. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 184–202, 2023. DOI: 10.12957/redoc.2023.77314. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/77314. Acesso em: 25 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo Seção Temática

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)