COMO PODE O ALUNO SABER MATEMÁTICA SEM DOMINAR A LÍNGUA CULTA?

Vicente Martins

Resumo


Chega às minhas mãos, em branco, preto e azul, o envelope dasavaliações bimestrais da minha filha, de 12 anos, cursando o 7º ano doensino fundamental, em um estabelecimento da rede privada de ensino.Como as escolas públicas e privadas brasileiras vêm corrigindo as provasescolares e avaliando seus alunos?Pensando na educação da minha filha, encaminho à gestão pedagógicada escola uma reclamação sobre seu processo de avaliação. Trata-se da décima questão da prova bimestral de Matemática de um certoprofessor Fulano de Tal. Diz o enunciado da questão: “Fulano tinhasaldo negativo no banco: -500 reais. Mesmo assim, deu um cheque de200 reais. Para calcular o novo saldo de Fulano podemos efetuar:- 500+ 200 = -300; b) -500-200 = -700 ; c) 200 – (-500) = 700 e d) 500 +(-200) = 300”

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2008.4998

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br