A herança do heroico e do trágico nos videogames e uma breve análise do jogo eletrônico The Last of Us

Iris Maité Fullas Aguiar, Renata Philippov

Resumo


Considerando as transformações sociais, em especial no que se refere ao desenvolvimento de novas mídias, que apresentam grande potencial narrativo, este artigo apresenta como objetivo propor uma reflexão acerca da relação entre as novas mídias, em especial o videogame, e a Literatura. Além disso, o artigo ressalta o caráter intertextual das mídias, que muitas vezes exploram narrativas já conhecidas do grande público, através de suas reconfigurações. Observando as questões supracitadas, é possível observar que os temas explorados nos jogos eletrônicos apresentam uma estreita ligação com os textos clássicos, mais especificamente a epopeia e a tragédia. Além de apresentarem temas recorrentes, tanto os textos clássicos como os jogos eletrônicos apresentam similaridades em sua estrutura. O artigo também se propõe a analisar o jogo eletrônico The last of us a fim de evidenciar os elementos em comum entre as epopeias e as tragédias clássicas e o jogo em questão, em especial no que se refere à relevância do papel do herói para o desenvolvimento dessas narrativas.


Palavras-chave


Literatura; Videogame; Intertextualidade; Epopeia e tragédia; The last of us.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2016.25320

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br