Verbos modais como estratégia linguístico-discursiva de polidez linguística e preservação de faces nas interações médico-médico e médico-paciente da série House

Larisse Carvalho de Oliveira, Tiago Alves Nunes, Jorge Luis Queiroz Carvalho

Resumo


A polidez linguística ancora a construção, manutenção e preservação de faces dos interlocutores, de sorte que o monitoramento da produção de eventos comunicativos é primordial nesses processos. O objetivo do presente estudo é analisar as estratégias de polidez e preservação de faces em diálogos entre os personagens médicos da série televisiva House (2004-2012)e pacientes, atentando para o fato de que tais estratégias fazem parte da construção discursiva dos artefatos linguísticos típicos dessa profissão. Como suporte teórico, usamos os estudos de Brown e Levinson (1987), Goffman (1967) e Paiva (2008), no que diz respeito aos conceitos de polidez positiva, negativa e preservação de faces. Primeiramente, escolhemos doze episódios da série citada, coletamos os scripts na língua original do programa (inglês) através da consulta apáginas da internet e conferimos a transcrição com o áudio. Em seguida, separamos os diálogos em que havia interações entre pacientes e médicos para avaliar como os verbos modais poderiam colaborar, ou não, para o processo de polidez e preservação da imagem/face de seus interlocutores. As ocorrências analisadas mostraram que os médicos participantes da equipe de House buscaram preservar sua face através do uso de verbos modais e da inclusão de suas figuras nos enunciados. Como fator mitigador de responsabilidade ou diminuição da força ilocucionária de seus atos de fala, tais profissionais funcionaram como fonte e alvo de seus enunciados. Portanto, podemos concluir que o uso de tais verbos viabilizam a redução do peso da responsabilidade e de atos ameaçadores de face nas interações sociais representadas pela série.


Palavras-chave


Interação; Preservação da Faces; Polidez linguística; Modalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2016.22092

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br