A construção das emoções no discurso do ex-presidente Lula

Ana Carolina Mrad de Moura Valente

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo verificar de que maneira a construção dasemoções atua no discurso político e que papel essas emoções exercem no texto. Optamos poreste gênero devido ao fato de ter este um objetivo bem claro, definido e compartilhado portodos e em todos os contextos. Nesse sentido, o estudo se faz válido, na medida em que podeser utilizado como uma análise prévia para outros discursos políticos e não apenas o escolhidopara análise. Sendo assim, o discurso político a ser trabalhado neste artigo será o do expresidenteLuís Inácio Lula da Silva em um pronunciamento em ocasião das comemoraçõesde 7 de Setembro de 2005. Decidimos por essa escolha, pois, dentre todos os presidentes quejá governaram o nosso país, Lula é aquele que apresenta o discurso mais voltado para o povo– devido à sua linguagem um pouco mais coloquial –, para as emoções do povo, para oconvencimento de que ele é o melhor representante que os brasileiros poderiam ter por ser“gente como a gente”, ou seja, por ser parecido com a maioria da população. A metodologiautilizada neste trabalho foi baseada em uma leitura sobre os conceitos relacionados àargumentação e à construção da emoção no discurso político e a análise de um texto dessegênero textual. Esperamos, assim, poder demonstrar como o pathos atua de maneira soberananos discursos políticos da atualidade.


Palavras-chave


Linguagens

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2014.13558

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br