Padrões construcionais de marcadores discursivos em contexto de contraexpectativa

Lauriê Ferreira Martins, Patrícia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda

Resumo


Este trabalho objetiva incluir os marcadores discursivos (MDs) no âmbito daabordagem da gramaticalização de construções (TRAUGOTT, 2003; 2008; 2010; eTRAUGOTT; TROUSDALE, 2013). O objetivo mais específico, por sua vez, é investigarcomo as microconstruções “olha”, “olha só”, “vê” e “veja bem” realizam-se como padrõesconstrucionais vinculados à mesoconstrução por nós denominada contraexpectativa. Paratanto, através de uma abordagem pancrônica, utilizamo-nos da análise qualitativa dos dados edo cálculo da frequência de uso. Os resultados evidenciam que é possível sistematizar os MDsa partir dos níveis de esquematicidade propostos por Traugott (2008): macroconstrução,mesoconstrução, microconstrução e construto. A macroconstrução é representada pelos MDsderivados de “olhar” e “ver” em configuração imperativa e na segunda pessoa do discurso(P2) na chamada de atenção do ouvinte. Já a mesoconstrução contraexpectativa agrupamicroconstruções com MDs que indexam a noção de quebra de expectativa expressa medianteuma construção contrastiva. Por fim, quanto às microconstruções identificadas, evidenciamosque estas apresentam especificidades que as diferem das demais construções. É nesse sentidoque defendemos que os MDs podem ser projetados com base em um esquema abstrato, quepermite a emergência de novos padrões construcionais, os quais, mesmo possuindoespecificidades de uso, seguem uma direção determinada.

Palavras-chave


Padrões construcionais; Marcadores discursivos; Contraexpectativa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2014.13357

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br