REMEMORANDO AS IMAGENS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES: EM BUSCA DAS EXPERIÊNCIAS VIVIDAS

Autores

  • Cyntia Simioni França UNOPAR
  • Guilherme do Val Toledo Prado UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2016.25691

Palavras-chave:

Formação de Professores. Experiências. Rememoração.

Resumo

O artigo faz parte de uma investigação que teve como mote fundamental a relação entre formação docente e experiências vividas, fomentada por uma pesquisa-ação. O referencial teórico e metodológico dialoga com Walter Benjamin, Edward Palmer Thompson e Maria Carolina Bovério Galzerani, tendo em vista que partilhamos da ideia da formação docente como indissociável de experiências culturais, individuais e coletivas, políticas, sociais e econômicas, constituídas em processos ampliados de educação que atravessam as dimensões racionais e sensíveis dos professores. Dialogamos ainda, com as práticas de memória, considerando-as fecundas no movimento de resignificação da docência, mobilizadas por professores que resistem ao apagamento de suas histórias e de suas experiências vividas, no bojo de uma educação cada vez mais dominada por formações instrumentais.

Biografia do Autor

Cyntia Simioni França, UNOPAR

Doutora em Educação pela Unicamp. Membro do grupo de pesquisa GEPEC e Kairós. Docente da UNOPAR (Universidade do Norte do Paraná). Professora da rede estadual de ensino, no estado do Paraná.

Guilherme do Val Toledo Prado, UNICAMP

Professor Livre-Docente da Faculdade de Educação da UNICAMP e coordenador do GEPEC - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Campinas (1987), mestrado em Metodologia de Ensino, pela Universidade Estadual de Campinas (1992) e doutorado em Linguística Aplicada - Ensino e Aprendizagem de Língua Materna- pela Universidade Estadual de Campinas (1999). Livre-Docente em Educação Escolar pela Unicamp (2015). Realizou estágio pós-doutoral pelo Departamento de Didáctica e Tecnologia Educativa da Universidade de Aveiro (Portugal), em 2007-2008, sob supervisão da Profa. Dra. Idália Sá-Chaves. Com experiência na área de Educação, ênfase na Prática de Ensino e Estágio Supervisionado nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, bem como consultoria e assessoria à projetos educativos centrados na escola, atuando principalmente nos seguintes temas na graduação e pós-graduação: formação de professores - inicial e continuada, epistemologia da prática docente, professor-pesquisador, escrita docente, investigação educacional e pesquisa narrativa.

Referências

ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e auto-imagens. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

BENJAMIN, Walter. “O narrador”, in Obras Escolhidas, V. I, Magia e técnica, arte e política, trad. S.P. ROUANET, São Paulo: Brasiliense, 1985.

_______. Sobre o conceito de história. In Obras Escolhidas I. São Paulo: Brasiliense, p.222-232, 1985.

_______. Infância em Berlim por volta de 1900. In Obras Escolhidas II. Rua de mão única. São Paulo: Editora Brasiliense, p. 71-142, 1987.

_______. “Experiência e Pobreza”, in Obras Escolhidas, V. I, Magia e técnica, arte e política, trad. S.P. ROUANET, São Paulo: Brasiliense, 1985.

_______. “Imagens do pensamento”, in Obras Escolhidas, V. II, Magia e técnica, arte e política, trad. S.P. ROUANET, São Paulo: Brasiliense, 1987.

_______. Passagens. Belo Horizonte: Ed. da UFMG/Imprensa Nacional do estado de São Paulo, 1986.

CERTEAU, Michel De. A invenção do cotidiano. Petrópolis: Vozes, 2012.

CHEVALLARD, Yves. La transposición didáctica. Del saber sábio al saber enseñado. Buenos Aires: Ainque Grupo Editor, 1995.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa, in Teoria e Educação, n.2, Porto Alegre:Pannônica, 1990, pp.177-229.

CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.

ELLIOT, J. Recolocando a pesquisa-ação em seu lugar original e próprio. In: GERALDI, C. M. G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E. M. A. (Orgs.). Cartografias do trabalho docente. Campinas: Mercado da Letras, 1998, p. 137-152.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. História e narração em Walter Benjamin. São Paulo: Perspectiva: FAPESP: Campinas: SP: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1994.

_______. Limiar, aura e rememoração: ensaios sobre Walter Benjamin. São Paulo: Editora 34, 2014.

GALZERANI, Maria Carolina Bovério; PARDO, Maria Benedita Lima; LOPES, Amélia (org). Uma “nueva” cultura para la formación de maestros: es posible? Porto, Portugal: Ed. Livipsic/AMSE-AMCE-WAER, 2008a.

GALZERANI, Maria Carolina Bovério. Pesquisa em Ensino de História: Saberes e Poderes na Contemporaneidade. In. SILVA, Marcos (org). Campinas, SP: Papirus, 2013.

_______. Memória, história e (re) invenção educacional: uma tessitura coletiva na escola pública. In: MENEZES, Maria Cristina (Org.). Educação, memória, história: possibilidades, leituras. Campinas: Mercado das Letras, 2004.

_______. Imagens entrecruzadas de infância e de produção de conhecimento histórico em Walter Benjamin. In Goulart de Faria, Ana Lúcia; Fabri, Zeila de Brito; Prado, Patrícia Dias (org.) Por uma cultura da infância. Metodologias de pesquisa com crianças. Campinas, SP: Autores Associados, p.48-68, 2002.

_______. Memória, tempo e História: perspectivas teórico-metodológicas para a pesquisa em ensino de história. In Cadernos CEOM, n.28, Chapecó, SC: Unochapecó, 2008b.

GAY, Peter. A experiência burguesa. Da Rainha Vitória a Freud: a educação dos sentidos. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

HARVEY, David. A condição pós-moderna – uma pesquisa sobre as origens da mudança social. São Paulo: Edições Loyola, 1989.

HOMERO. Odisseia. Tradução de Antônio Pinto de Carvalho. São Paulo: Abril Cultural, 1981.

KRAMER, Sonia (Orgs.); JOBIM E SOUZA, Solange; Política, cidade, educação: itinerários de Walter Benjamin. Rio de Janeiro: Contraponto. Ed. PUC-Rio, 2009.

LOPES, Alice Ribeiro Casimiro. Conhecimento escolar: processos de seleção cultural e mediação didática. Educação e realidade, Porto Alegre, v. 22, n. 1, p. 95-112, jan./jun. 1997a.

MATOS, Olgária. Os arcanos do inteiramente outro. São Pulo: Brasiliense. 1989.

PAIM, Elison Antônio. Memórias e experiências do fazer-se professor. Tese de Doutorado. Campinas: FE/UNICAMP, 2005.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público. São Paulo: Cia das Letras, 1988.

_______. A corrosão do caráter – consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo. 5. ed. São Paulo: Record, 2001.

_______. O Artífice. Rio de Janeiro: Record, 2012.

SOLIGO, R.; PRADO, G. V. T. Quem forma quem afinal? In: VICENTINI, A. A. F.; FARIAS, M. N. O.; SADALLA, A. M. F. A.; PRADO, G. V. T. (Orgs.), Professor formador: histórias contadas e cotidianos vividos. Campinas, SP

TARDIFF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Editora Vozes, 2014.

THOMPSON, Edward Palmer. A miséria da teoria ou um planetário de erros. Rio de Janeiro-RJ: Zahar, 1981.

_______. A Formação da Classe Operária Inglesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

_______. Os Românticos: a Inglaterra na era revolucionária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

_______. Costumes em Comum: Tudo sobre a Cultura Popular Tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

Downloads

Publicado

31-01-2017

Como Citar

FRANÇA, Cyntia Simioni; PRADO, Guilherme do Val Toledo. REMEMORANDO AS IMAGENS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES: EM BUSCA DAS EXPERIÊNCIAS VIVIDAS. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 24–37, 2017. DOI: 10.12957/riae.2016.25691. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/25691. Acesso em: 13 jul. 2024.