Literatura, escrita-inventiva e virtualização do eu

Maria Izabel Campos Pantaleão, Virgínia Kastrup

Resumo


Doi: 10.12957/riae.2015.11686

O artigo analisa a experiência com a arte literária com crianças e jovens em situação de aprendizagem, em uma oficina de textos, apontando que leitura da literatura é um dispositivo potencializador de uma escrita-inventiva. As referências teóricas de Gilles Deleuze, Félix Guattari, Francisco Varela, Evan Thompson e Eleonor Rosch nortearam a pesquisa que discute textos escritos em primeira pessoa, cujos narradores são elementos da natureza e/ou objetos afetivos. Observou-se que tal estratégia metodológica estimula a ocorrência de devires e movimentos de saída de si. O objetivo do artigo é apontar que o encontro com o texto literário — arte literária — cria condições para a escrita inventiva e que esta aciona processos de virtualização do eu e de produção de subjetividades, não se limitando a expressar a personalidade e a história pessoal dos jovens escritores.


Palavras-chave


oficina de leitura; escrita-inventiva; produção de subjetividade; virtualização do eu

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, M. Ensaios Fotográficos. São Paulo: Record, 2000.

BARTHES, R. O Grau Zero da Escrita. Tradução Maria Laranjeira. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BARTHES, R. O Rumor da Língua. Lisboa: Edições 70, 1984.

BLANCHOT, M. O Espaço Literário. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.

DELEUZE, G. Crítica e Clínica. Tradução de Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed 34, 2004.

DELEUZE, G. e GUATTARI, F. O que é Filosofia? , tradução de Bento Prado Júnior e Alberto Alonso Muñoz. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2005.

DELEUZE, G. e GUATTARI, F. Mil Platôs: Capitalismo e Esquizofrenia, vol.4. Tradução de Suely Rolnik. São Paulo: Ed.34, 2007.

DEPRAZ, N., VARELA, F. & VERMRSCH. On Becoming Aware: advances in consciousness research. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 2003.

JAKOBSON, R. Linguística e Comunicação. Tradução de Izidoro Blikstein e José Paulo Paes São Paulo: Cultrix, 1995.

KASTRUP, V. O devir-criança e a cognição contemporânea. In: Psicologia: reflexão e crítica, Porto Alegre, vol.13, nº3, p. 2000.

KASTRUP, V. Sobre Livros e Leitura: Algumas Questões acerca da Aprendizagem em Oficinas Literárias. In: Revista do Departamento de Psicologia da UFF, Niterói, R.J, vol.12, nº1, p.65 – 84, janeiro/abril, 2000.

KASTRUP, V. A Aprendizagem da Atenção na Cognição Inventiva. In: Psicologia & Sociedade; 16 (3): 7-16; setembro/dezembro, 2004.

KASTRUP, V. Políticas Cognitivas na Formação do Professor e o Problema do Devir-Mestre. In: Educ. Soc., Campinas, vol. 26, nº 93, p. 1273-1288, Set./Dez. 2005.

KASTRUP, V. A Invenção de Si e do Mundo. Uma Introdução do Tempo e do Coletivo no Estudo da Cognição. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

KASTRUP, V. Autopoiese e Subjetividade: sobre o uso da noção de autopoiese por G. Deleuze e F. Guattari. In: KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E. Políticas da Cognição. Porto Alegre, Sulina, 2008, p.46 – 63.

KASTRUP, V. A cognição contemporânea e a aprendizagem inventiva. In: KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E, Políticas da Cognição. Porto Alegre: Sulina, 2008, p.93 – 112.

KASTRUP, V. A aprendizagem da atenção na cognição inventiva. In: KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E, Políticas da Cognição. Porto Alegre: Sulina, 2008, p.156 – 174.

KASTRUP, V. Cartografias literárias. In. KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E, Políticas da Cognição. Porto Alegre: Sulina, 2008, p. 267 – 295.

KOHAN, W. O. Infância, estrangeiridade e ignorância: Ensaios de Filosofia e Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

LEVY, T. S. A Experiência do Fora, Blanchot, Foucault e Deleuze. Rio de Janeiro:

Relume Dumará, 2003.

MORAES, V. Poesia completa e Prosa: volume único. BUENO, A. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1998.

PAZ, O. O Arco e a Lira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

PETIT, M. A Arte de Ler ou como Resistir à Adversidade. Tradução de Arthur Bueno e Camila Boldrini. São Paulo: Ed 34, 2009.

SADE, V.C. A Existência como Dobras Infindáveis de Si Mesma: considerações sobre o si mesmo cognitivo na obra de Francisco Varela. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia, UFF, 2004.

TEDESCO, S. Estilo Subjetividade: considerações a partir do estudo da linguagem. Tese apresentada à Banca Examinadora da Pontífice Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 1999.

TEDESCO, S. Estilo-Subjetividade:Relações Entre Repetição e Diferença. Revista do Departamento de Psicologia da UFF, Niterói, R.J, vol.12, nº1, p.9 – 18. janeiro/abril, 2000.

TEDESCO, S. Literatura e clínica: ato de criação e subjetividade. In: JÚNIOR, A. M. KUPERMANN, D. TEDESCO, S. (Orgs.). Polifonias: Clínica, Política e Criação. Contra Capa Livraria Mestrado em Psicologia da Universidade Federal Fluminense, 2005, p.141-152.

TEDESCO, S. Mapeando o domínio de estudos da psicologia da linguagem: por uma abordagem pragmática das palavras. In: KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E. Políticas da Cognição. Porto Alegre: Sulina, 2008, p.141- 152.

TEDESCO, S. Linguagem: representação ou criação? In: KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E. Porto Alegre: Sulina, 2008, p.113- 135.

TEDESCO, S. Estilismo de si: ato de fala e criação. In: KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E. Políticas da Cognição, Porto Alegre: Sulina, 2008, p.177- 196.

TEDESCO, S. Hospitalidade e binarização: duas diferentes políticas do discurso. In: . KASTRUP, V. TEDESCO, S. e PASSOS, E. Políticas da Cognição. Porto Alegre: Sulina, 2008, p.227- 240.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2015.11686

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: