A TEORIA DA SUBJETIVIDADE E O TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA: - O QUE JÁ FOI PESQUISADO?

Karla Fernanda Wunder da Silva, Marlene Rozek

Resumo


Neste artigo, são apresentados os resultados de uma pesquisa que teve como objetivo geral verificar se há uma abordagem científica que trate da constituição subjetiva da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA) na perspectiva da Teoria da Subjetividade de Fernando González Rey. Os dados estão apresentados neste artigo em forma de tabelas e quadros, buscando facilitar a visualização das produções elencadas para análise Dentre os resultados do mapeamento destaca-se que: um grande número de pesquisas e publicações que tratam sobre o TEA não são realizadas pela área da educação; as temáticas mais procuradas são as que remetem aos processos inclusivos e seus resultados; não foram encontradas pesquisas e produções que realizassem o encontro do TEA com a Teoria da Subjetividade. Desta forma, reforça-se a necessidade de aproximação destes conceitos, buscando uma nova forma de perceber a pessoa com TEA.


Palavras-chave


Transtorno do Espectro Autista; Teoria da Subjetividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2019.40312

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional