ADOECIMENTO DOCENTE: UMA BREVE ANÁLISE DA SAÚDE DE PROFESSORES DO MUNICÍPIO DE MEDEIROS NETO/BA

Jafé da Silva Cardoso, Claudio Pinto Nunes, Juliana Silva Moura

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar uma análise da situação da saúde dos professores. O estudo toma como lócus empírico o município de Medeiros Neto, Bahia, com ênfase nos dados que se referem aos diversos fatores que, direta ou indiretamente, corroboram para o agravo da saúde desses profissionais. Como método de estudo, foi realizada entrevista para a coleta de dados junto a docentes da rede pública municipal de ensino. Os resultados apontam que em um período que corresponde de cinco anos, o número de professores que solicitaram afastamento de suas funções alegando motivos de saúde foi significativo. Assim, o estudo evidencia que há a necessidade de se implantar políticas públicas que ofereçam um ambiente laboral que possibilite ao professor exercer suas funções sem prejuízo de sua saúde física e mental.


Palavras-chave


Adoecimento docente. Saúde do professor. Trabalho docente

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2019.39552

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional