AVENTURAS COM A ESCRITA NO ENSINO MÉDIO: A RETEXTUALIZAÇÃO COMO PROPOSTA DE PRODUÇÃO TEXTUAL

Keyla Silva Rabêlo

Resumo


O presente artigo objetiva ampliar a discussão sobre as práticas de escrita realizadas no Ensino Médio, como também compartilhar uma experiência de estudo dos gêneros textuais a partir da proposta de retextualização organizada conforme o modelo de Sequência Didática (SD) sugerido por Dolz e Schneuwly (2004). A atividade permitiu que os alunos ampliassem seu conhecimento em relação às questões que envolvem a educação literária e a educação linguística. Os resultados nos mostram que a escola, espaço responsável em promover situações de prática de produção de texto, precisa buscar, permanentemente, a atualização de seu repertório teórico/metodológico e da atitude política ali engendrada a fim de que aos alunos se tornem, a partir do conhecimento e da apropriação dos diversos gêneros textuais disponíveis em nossa sociedade, competentes usuários da língua.

DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.26699



Palavras-chave


Produção escrita de texto. Retextualização. Gêneros textuais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.26699

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional