CURRÍCULO, SABERES E VIVÊNCIAS DOS PROFESSORES DA EJA: RECONFIGURAÇÕES EM UMA ESCOLA DE ASSENTAMENTO

Divoene Pereira Cruz, Rosa Aparecida Pinheiro

Resumo


No âmbito da formação continuada, ao pensar as proposições curriculares para a educação de jovens e adultos (EJA), a partir da investigação de como nestas se articulam os saberes e vivências dos professores em um assentamento  que atuam em uma escola pública municipal, em Florânia/Rio Grande do Norte (RN), - por meio de uma Pesquisa Colaborativa, reflete-se sobre a existência de duas lógicas que orientam a configuração curricular: uma encaminhada pela Secretaria Municipal de Educação; e, outra, advinda do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), com dinâmicas e propostas diferenciadas, buscando compreender as orientações e padrões em disputa, que possibilitam reconfigurar uma proposição curricular que contemple as necessidades dos jovens e adultos assentados.

DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2016.25029


Palavras-chave


Formação; Currículo; Movimentos Sociais; Escola Pública.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2016.25029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional