OS INSTITUTOS FEDERAIS SOB O PRISMA DA EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA

Wilma Maria Pereira

Resumo


O grande debate que circula na maioria dos espaços didático-pedagógicos nos Institutos federais é certamente os desafios e as possibilidades do ensino integrado na educação profissional. Assuntos como a trajetória da educação profissional do Brasil, as dicotomias Educação e Trabalho e Educação e cidadania são amplamente discutidos e pesquisados. Este artigo de revisão bibliográfica não abordará diretamente a discussão do ensino médio integrado, mas contribuirá na compreensão da concepção de educação profissional como instrumento emancipatório na qual a formação humana e política alicerçam a formação para o trabalho. O pensamento marxista da relação educação, trabalho e cidadania postulado por Gramsci (1995) e discutido por Freire (1987), Frigotto (2001), e Arroyo (2010) fundamentará algumas reflexões apresentadas neste trabalho. Todavia, o objetivo principal deste trabalho é discutir o fazer pedagógico do ensino técnico-profissional, sob o prisma da Educação Integral e Integrada, entendendo que essa discussão também se faz necessária no âmbito dos Institutos Federais de Educação em todo o Brasil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional