O cinema e a população afro-brasileira: desafios da autorrepresentação em Bróder e 5 x favela agora por nós mesmos

Diony Maria Soares

Resumo


O artigo focaliza dois filmes brasileiros premiados, em 2010, em importantes festivais de cinema do país: Bróder, vencedor em Gramado (RS), e 5 x favela agora por nós mesmos, consagrado em Paulínia (SP). A abordagem embasa-se nas perspectivas dos estudos culturais e do cotidiano, tendo por viés aspectos das relações étnico-raciais no Brasil. A intenção é detectar algumas pistas sobre elementos que compõem a representação hegemônica midiática de indivíduos pertencentes às populações afro-brasileiras. Os processos identitários, o essencialismo, o confronto Outro/Mesmo e os desafios da autorrepresentação perpassam a reflexão.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional