A dialética da inclusão/exclusão nas políticas educacionais para pessoas com deficiências: um balanço do governo Lula (2003-2010)

Marcia Pletsch

Resumo


Este artigo analisa as políticas educacionais dirigidas para pessoas com deficiência física, mental, sensorial, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades implementadas ao longo do governo Lula (2003-2010). Para tal, faz um resgate histórico das políticas elaboradas nessa direção, sobretudo a partir dos anos noventa, período de grandes reformas educacionais. Ênfase especial é dada aos documentos internacionais que influenciaram a implementação da conhecida política de “educação inclusiva” no Brasil. Em seguida, são analisados alguns documentos elaborados no governo Lula, em particular sobre a operacionalização da proposta do atendimento educacional especializado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional