A AFETIVIDADE COMO FATOR DE INCLUSÃO ESCOLAR

Sandra Maria Nascimento de Mattos

Resumo


Pretendemos, com este artigo, discutir o processo de inclusão/exclusão escolar a partir da perspectiva afetiva, em um processo dialético entre educador e educandos. Entendendo que a inclusão escolar não se restringe à visão multifacetada da deficiência, buscamos mostrar a necessidade de discutir a respeito das diferenças, entendida como a singularidade de cada um. Queremos, ainda, mostrar a importância e a necessidade da afetividade para aprendizagem. A afetividade é um fator importante no relacionamento educador/educandos. Esse relacionamento afetivo é imprescindível para o desenvolvimento da inteligência e, por conseqüência, da aprendizagem. Por conseguinte, a afetividade é um fator de inclusão/exclusão escolar.
Palavras-chave: afetividade; inclusão escolar; aprendizagem

Texto completo:

Texto completo [PDF]

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional