n. 22 (2019)

As vidas abertas da América Latina: escritas (auto)biográficas

Em uma época marcada pelo retorno ao sujeito, não resulta de coincidência que nas últimas décadas as explorações em torno do "eu" tenham se multiplicado e diversificado, assim como as expressões de tipo (auto)biográfico. Considerando um amplo leque de manifestações, o dossiê em tela busca apresentar alguns exemplos e possibilidades, a partir de uma perspectiva multidisciplinar e que abarque distintas realidades latino-americanas. Convidamos à leitura pesquisadores principalmente da área de história, literatura e ciências sociais, estendendo nosso convite ao público de outras áres e leigo, interessado nos artigos aqui publicados. 

Esta edição comemorativa marca os 20 anos da Revista Maracanan (1999-2019) e vai dedicada in memorian à professora Marilene Rosa Nogueira pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Sumário

Expediente

 
PDF
1-6

Apresentação

Tania M. T. Bessone da C. Ferreira
PDF
7-10
Wilton C. L. Silva, Aurelia Valero Pie
PDF
11-15

Dossiê

Rodrigo Terrazas
16-31
Julia Musitano
32-45
Patricio Miguel Fontana
46-62
Dayane Campos da Cunha Moura, Silvina Liliana Carrizo
PDF
63-82
Mario César Islas Flores
83-103
Mariana Dias Antonio, Marcella Lopes Guimarães
PDF
104-124
Andrea Abreu Astigarraga
PDF
125-144
Gerlane Bezerra Rodrigues, Juliana Rodrigues Morais
PDF
145-163

Seção Especial

Judith Gabriela Podlubne
164-180

Notas de Pesquisa

Mario Alberto Magaña Mancillas
181-196
Verônica Pacheco de Oliveira Azeredo, Marília Sousa Andrade Dias
PDF
197-211
Geovanni Gomes Cabral
PDF
212-227

Resenhas

João Muniz Junior
PDF
228-234
Victor Emmanuel Farias Gomes
PDF
235-238
Lucas Mateus Vieira de Godoy Stringuetti
PDF
239-242