Efeito da Estratégia Saúde da Família na redução de internações por doenças crônicas não transmissíveis [Effect of the Family Health Strategy in reducing hospitalizations for chronic non-communicable diseases] [Efecto de la Estrategia de Salud Familiar en la reducción de hospitalizaciones por enfermedades crónicas no transmisibles]

Helena Nayara Santos Pereira, Rebeca Isis de Oliveira Santos, Sílvia Carla da Silva André Uehara

Resumo


Objetivo: analisar o perfil de internações por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) e sua relação com a cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF). Método: estudo descritivo, exploratório e de abordagem quantitativa, realizado em São Carlos-SP, no período de 2016 a 2018. As informações foram coletadas no sistema e-SUS e nas fichas de Autorizações de Internação Hospitalar. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Carlos. Resultados: destaca-se que as taxas de internação por angina, insuficiência cardíaca, diabetes e hipertensão diminuíram, sobretudo entre 2017 e 2018, quando houve ampliação da cobertura de ESF. Conclusão: a expansão da ESF foi determinante para reduzir as internações por DCNT; contudo, faz-se necessário ampliar os serviços prestados aos usuários, e reavaliar as estratégias de cuidado, especialmente aquelas direcionadas aos idosos e indivíduos acometidos por doenças cerebrovasculares e pulmonares.

ABSTRACT

Objective: to analyze the profile of hospitalizations for Chronic non-Communicable Diseases (NCDs) and their relationship with coverage by the Family Health Strategy (FHS). Method: this exploratory, quantitative, descriptive study was conducted from 2016 to 2018 at 21 FHS units in São Carlos, São Paulo State, Brazil. Information was collected from the e-SUS system and Hospitalization Authorization forms and data were analyzed using descriptive statistics. The study was approved by the research ethics committee of São Carlos Federal University. Results: hospitalization rates for angina, heart failure, diabetes, and hypertension were found to have decreased between 2017 and 2018, when FHS coverage expanded. Conclusion: expansion of the FHS was crucial to reduce NCD admissions. However, the services provided to users need to be expanded, and care strategies, especially those directed to the elderly and individuals suffering from cerebrovascular and pulmonary diseases, need to be reassessed and intensified.

RESUMEN

Objetivo: analizar el perfil de las hospitalizaciones por Enfermedades Crónicas no Transmisibles (ENT) y su relación con la cobertura de la Estrategia de Salud de la Familia (ESF). Método: este estudio exploratorio, cuantitativo y descriptivo se realizó de 2016 a 2018 en 21 unidades de la ESF en São Carlos, Estado de São Paulo, Brazil. Se recopiló información del sistema e-SUS y de los formularios de Autorización de Hospitalización y se analizaron los datos mediante estadística descriptiva. El estudio fue aprobado por el comité de ética en investigación de la Universidad Federal de São Carlos. Resultados: se encontró que las tasas de hospitalización por angina, insuficiencia cardíaca, diabetes e hipertensión disminuyeron entre 2017 y 2018, cuando se expandió la cobertura de la ESF. Conclusión: la expansión de la ESF fue crucial para reducir los ingresos por ENT. Sin embargo, es necesario ampliar los servicios que se brindan a los usuarios y reevaluar e intensificar las estrategias de atención, especialmente las dirigidas a las personas mayores y a las personas que padecen enfermedades cerebrovasculares y pulmonares.


Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Estratégia Saúde da Família; Doenças não Transmissíveis; Prevenção Primária.

Texto completo:

PDF(POR) PDF(ENG) (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2020.49931