A qualidade dos registros de enfermagem em prontuários de pacientes hospitalizados

Lucilena Françolin, Maria de Fátima Paiva Brito, Carmen Silvia Gabriel, Taisa Melo Monteiro, Andrea Bernardes

Resumo


O estudo teve como objetivo avaliar a qualidade dos registros de enfermagem nos prontuários de um hospital privado do interior do Estado de São Paulo, Brasil. Trata-se de estudo descritivo, com análise documental retrospectiva de dados extraídos de planilhas secundárias utilizadas pela comissão de prontuários, referentes a 72 prontuários de pacientes internados no período de setembro de 2010 a março de 2011. Cinco itens foram analisados: admissão, acesso venoso periférico, dor, transferências internas e intercorrências. Os subitens relacionados a cada item foram analisados utilizando-se um escore, considerados como ótimos os subitens com incidência de até 90%, bom de 80-89%, regular de 70-79% e ruim abaixo de 70%. Dos 22 subitens analisados, 53,3% apresentaram níveis ótimos e bons. Atenção especial deve ser dispensada aos registros referentes à dor, acesso venoso e antecedentes alérgicos, que atingiram classificação ruim, apesar de serem extremamente relevantes na gestão da assistência de enfermagem.

Palavras-chave


Assistência; registro de enfermagem; qualidade; informação

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2012 Lucilena Françolin, Maria de Fátima Paiva Brito, Carmen Silvia Gabriel, Taisa Melo Monteiro, Andrea Bernardes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.