Cuidado em saúde à pessoa vivendo com HIV/AIDS: representações sociais de enfermeiros e médicos

Virginia Paiva Figueiredo Nogueira, Antonio Marcos Tosoli Gomes, Yndira Yta Machado, Denize Cristina de Oliveira

Resumo


Este estudo objetivou identificar as representações sociais de enfermeiros e médicos acerca do cuidado em saúde à pessoa vivendo com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantiqualitativa, orientado pela Teoria das Representações Sociais em sua abordagem estrutural. Foram cenários deste estudo, 18 unidades de saúde no município do Rio de Janeiro, especializadas na assistência em HIV/AIDS, entre 2011 e 2012. Participaram 54 médicos e 27 enfermeiros que responderam ao questionário de evocações, analisados posteriormente, com o auxílio do software EVOC. Como resultado, destaca-se o núcleo central das representações desses profissionais, formado por elementos positivos, como acolhimento, informação, adesão-tratamento e futuro, mas foi observado que médicos e enfermeiros mostram diferenças na representação do objeto estudado. Conclui-se que os profissionais revelaram uma representação positiva do objeto estudado, significando-o com base no saber científico e nas recomendações do Ministério da Saúde.

ABSTRACT

This study aimed to identify nurses’ and doctors’ social representations of health care for people living with Human Immunodeficiency Virus and Acquired Immunodeficiency Syndrome (HIV/AIDS). This quantitative and qualitative descriptive study was guided by the structural approach to social representations theory. Eighteen health institutions in Rio de Janeiro, specializing in care for people with HIV/AIDS, were the scenarios for this study in 2011 and 2012. The participants were 54 doctors and 27 nurses, who answered the evocation questionnaire, which was subsequently analyzed using EVOC software. Salient results include these professionals’ core representations, comprising positive elements, such as user embracement, information, treatment adherence and future. However, doctors and nurses were found to differ in their representations of the study object. It was concluded that professionals have a positive image of such care, signifying it on the basis of scientific knowledge and Ministry of Health recommendations.

RESUMEN

Este estudio ha objetivado identificar las representaciones sociales de enfermeros y médicos sobre el cuidado en salud a la persona portadora del Virus de la Inmunodeficiencia Humana (VIH) y el Síndrome de Inmunodeficiencia Adquirida (SIDA). Se trata de un estudio descriptivo, de abordaje cuantitativo/cualitativo, orientado por la teoría de las representaciones sociales en su enfoque estructural. Han sido escenarios de este estudio: 18 centros de salud en Río de Janeiro, especializados en la asistencia del VIH/SIDA entre 2011 y 2012. Han participado 54 médicos y 27 enfermeros que contestaron el cuestionario de evocaciones, posteriormente analizado con la ayuda del software EVOC. Como resultado destaca el núcleo central de las representaciones de estos profesionales, compuesto de elementos positivos, como: acogida, información, adhesión/tratamiento y futuro, sin embargo se ha observado que los médicos y enfermeros presentan diferencias en la representación del objeto estudiado. Se concluye que los profesionales revelaron una representación positiva del objeto estudiado, significándolo teniendo como base el conocimiento científico y las recomendaciones del Ministerio de Salud.

 

Pesquisa desenvolvida com o apoio, através de suporte financeiro, da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) através da concessão da bolsa de Jovem Cientista do Nosso Estado, processo número E-26/102.178/2013, Edital 23/2013 JCNE, e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico o e Tecnológico (CNPq) através do Edital Universal, processo número 483300/2013-6, Edital Chamada Pública MCTI/CNPq Nº 14/2013 - Universal 14/2013 - Faixa C - até R$ 120.000,00.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2015.14466


Palavras-chave


Representações sociais; cuidado em saúde; HIV; aids [social representations; healthcare; HIV; AIDS]

Texto completo:

PDF(por) HTML(ENG)


DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2015.14466

Direitos autorais 2015 Virginia Paiva Figueiredo Nogueira, Antonio Marcos Tosoli Gomes, Yndira Yta Machado, Denize Cristina de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.