ENSINO, APRENDIZAGEM E ARTE: RASTREAMENTOS DE UM ARQUIVO

Jeferson Camargo, Bruno Mallmann Cavalheiro, Angelica Vier Munhoz

Resumo


O presente artigo resulta de uma investigação realizada por bolsistas de iniciação científica (PIBIC/CNPq), do Grupo de Pesquisa Currículo, Espaço, Movimento (CEM/Univates). O propósito foi mapear, arquivar e dar visibilidade à produção engendrada pela pesquisa, no período de 2013-2018, de modo a compreender os seus movimentos e articulações com o campo empírico.  Para tal feito, operou-se com a noção de arquivo, a partir de Foucault (2008) e Derrida (2001), entre outros. Tomaram-se como descritores as palavras ensino, aprendizagem e arte, tendo em vista que essas noções percorreram os estudos e investigações do Grupo. Os procedimentos de arquivamento e arquivização foram considerados a partir de Aquino & Val (2018), com o objetivo de organizar os achados, ao mesmo tempo em que se revitalizam os materiais encontrados. Por fim, analisar tal arquivo não implicou interpretação de resultados conclusivos, mas oscilações, modulações que remetem a novas visibilidades.


Palavras-chave


Grupo CEM; arquivo; ensino; aprendizagem; arte.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2020.44534


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: