A PRODUÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS AMBIENTAIS SOBRE O PARQUE NACIONAL DA TIJUCA PARA VALORIZAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA

amanda pimentel berk de Queiroz, Marcelo Borges Rocha, Roberta da Matta, Alexander Ramos, Luisa Coutinho Queyroi

Resumo


As unidades de conservação (UC) apresentam potencial educativo principalmente por proporcionar um aprender vinculado ao cotidiano. Produções e disseminações de vídeos possibilitam atingir um grande número de cidadãos. Esse foi um trabalho descritivo a respeito do projeto Conexão Ambiental/CEFET-RJ, desenvolvido por docentes e discentes do Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação, que consiste na produção de documentários ambientais com o intuito de divulgação científica sobre locais de reconhecida relevância ambiental. Foram produzidos dois curta-metragem, com aspectos históricos e de biodiversidade do Parque Nacional da Tijuca, uma UC de Mata Atlântica. Observa-se que o uso do documentário ambiental mobiliza os indivíduos para uma aproximação e sensibilização sobre o espaço retratado.


Palavras-chave


documentários, educomunicação, mata atlântica, unidades de conservação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2018.32103


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: