Aceitabilidade e fatores associados ao consumo dietético em pacientes diabéticos de um hospital público universitário

Ana Eloísa Machado Rigo, Virgílio José Strasburg, Jéferson Ferraz Goularte, Mariana Escobar, Ana Maria Keller Jochims

Resumo


A dietoterapia é essencial para pacientes hospitalizados. O objetivo deste estudo foi avaliar a aceitabilidade das refeições do almoço de pacientes que receberam a dietética para Diabetes Mellitus (DM) e verificar aspectos que podem interferir nesse consumo, como as estações do ano. Estudo quantitativo descritivo que avaliou o consumo da refeição almoço dos pacientes que receberam dietética DM em um período de verão e outro de inverno no ano de 2019. Os dados foram verificados em frequências absolutas, porcentagens, médias, e o teste estatístico foi o de regressão logística com a correlação de dados a um nível de significância de 95% (p <0,05) usando o software SPSS® 18.0. Foram selecionadas duas unidades de internação, com amostra de 49 indivíduos (63,3% do sexo masculino). Das 115 refeições servidas, 55,7% foram parcialmente consumidas ou não consumidas. O desperdício de pratos nas refeições do almoço apresentou média per capita de 64,15 g (consumo de 310,89g) no verão e de 135,99g (consumo de 248,12g) no inverno. O padrão do cardápio foi semelhante nas duas estações. Encontrou-se p <0,05 em relação à temporada na associação do odds ratio univariável. Pesquisas dessa natureza são importantes para auxiliar no prognóstico do paciente.

 


Palavras-chave


Preferências Alimentares. Dietética. Consumo de Alimentos. Serviços de Alimentação. Hospital.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2020.51595