AVALIAÇÃO DA FREQUÊNCIA DO CONSUMO ALIMENTAR E DA MANUTENÇÃO DO EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO COM GLUTAMINA NA ATENUAÇÃO DOS SINTOMAS DE ASMA MODERADA EM CRIANÇAS, PÓS-WASH-OUT

Carlyle Pietrobom, Michele Honicky, Mariana Saciloto, Mariana Abe Vicente Cavagnari, João Paulo Zattar, Claudia Nodari, Angelica Rocha de Freitas Melhem

Resumo


O objetivo do estudou foi comparar a frequência do consumo alimentar de crianças com asma moderada com a de crianças sem doenças respiratórias e avaliar a manutenção do efeito do imunomodulador glutamina na atenuação dos sintomas de asma, pós-período wash-out. Estudo de intervenção, longitudinal, realizado com crianças 2 a 7 anos de idade, constituído por três grupos: grupo caso glutamina, grupo controle com asma e grupo controle sem doença respiratória, com 15 crianças em cada. A avaliação clínica foi realizada por meio do Questionário ISAAC – Módulo Asma, antes do início da suplementação e em visitas mensais durante os quatro meses do estudo, e repetida após o período wash-out de seis meses. As crianças do grupo controle sem doença respiratória foram avaliadas (frequência alimentar) em um único momento. O consumo alimentar foi avaliado por meio do QFA adaptado. Houve diminuição significativa da pontuação ISAAC no grupo glutamina após quatro meses de suplementação [8,0 (1,46) x 4,0 (1,96), p<0,001], bem como no grupo controle com asma [8,67 (1,79) x 5,93 (2,28), p<0,001]. Após período wash-out, houve aumento significativo da pontuação e retorno dos sintomas da asma no grupo caso glutamina [4,0 (1,96) x 7,27 (2,02), p<0,001]. O consumo alimentar foi semelhante entre crianças com e sem asma, caracterizado por consumo diário de leite e baixo consumo de hortaliças, frutas e carne. O efeito benéfico da glutamina não foi mantido após o período wash-out.

DOI: 10.12957/demetra.2019.37946


Palavras-chave


Consumo alimentar. Crianças. Doenças respiratórias. Imunomoduladores.

Texto completo:

PDF-PORT PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2019.37946

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.