A CIRCULAÇÃO DE PESSOAS INFLUENCIA A DISPONIBILIDADE DE RESTAURANTES, BARES E LANCHONETES? UM ESTUDO NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

Daniela Silva Canella, Ana Clara Fonseca Leitão Duran, Thamiris Ferreira Tavares, Patricia Constante Jaime

Resumo


Objetivo: Descrever a distribuição de restaurantes, bares e lanchonetes no município de São Paulo; e avaliar a correlação entre a densidade desses estabelecimentos e a rede de transporte público, utilizada como proxy da circulação de pessoas. Metodologia: Estudo transversal no qual foram auditados todos os restaurantes, bares e lanchonetes e similares, encontrados nos 52 setores censitários avaliados, pertencentes a 13 diferentes distritos administrativos do município de São Paulo. Foi realizada análise descritiva dos dados e avaliada a correlação entre a densidade de estabelecimentos e da rede de transporte público, ajustada pela renda familiar no distrito administrativo onde cada estabelecimento estava localizado. Resultados e Discussão: Foram avaliados 472 restaurantes, bares e lanchonetes, sendo a maioria encontrada em áreas de nível intermediário de renda. A densidade total de estabelecimentos foi correlacionada de forma positiva com a densidade de rede de transporte público, ajustada pela renda familiar. Resultado semelhante foi encontrado quando apenas os restaurantes de comida rápida foram incluídos na análise. Em outros países, a relação entre transporte público e ambiente alimentar tem sido explorada apenas em relação ao acesso a supermercados e hipermercados e ao consequente melhor acesso a alimentos saudáveis. Conclusão: Verificou-se maior densidade de restaurantes, bares e lanchonetes em áreas com maior cobertura da rede de transporte público, assim intervenções focadas no ambiente alimentar devem priorizar áreas com maior densidade de transporte público, a fim de atingir um grande número de pessoas e estabelecimentos, garantindo a aplicabilidade dos recursos.

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/demetra.2015.14699

 

 


Palavras-chave


Nutrição em Saúde Pública, Alimentação, Ambiente, Restaurantes, Meios de Transporte, Fatores Socioeconômicos

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2015.14699

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.