O MOVIMENTO PELA IMPLEMENTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA NA COMUNIDADE SÃO PEDRO - CASTANHAL/ PARÁ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2024.73756

Palavras-chave:

Movimento Negro Quilombola, Comunidade quilombola São Pedro, Educação Escolar Quilombola.

Resumo

O presente artigo analisa o movimento pela implementação da educação escolar quilombola na comunidade de remanescentes do quilombo de São Pedro, localizado no município de Castanhal, no Pará. A pesquisa aborda o processo pelo qual se deu a luta do movimento quilombola na comunidade em busca de uma educação escolar diferenciada, ou seja, de uma educação efetivamente quilombola. O objetivo do trabalho é verificar a mobilização para a consolidação da educação escolar na comunidade feita pelos remanescentes do quilombo na região mencionada. Para isso, realizou-se a análise de documentos produzidos pelo grupo, especialmente do dossiê produzido por professores da escola que funciona no local. Esse documento foi acessado por meio da realização da pesquisa de mestrado, que é desenvolvida em São Pedro e que tem como tema o currículo para a educação escolar quilombola. O referencial teórico utilizado é composto por autores como Gonçalves; Silva (2000) e Gomes (2017), que discutem acerca do movimento negro; Almeida (2011) e Moura (1993), que discorrem sobre quilombo; Brandão (1995), Santos (2007) e Freire (2019), que debatem educação; e Arruti (2017) e Moura (2007), que se debruçam sobre a educação escolar quilombola. Os resultados apontam que, embora permeada por lutas e muitos desafios, a educação escolar quilombola em São Pedro vem sendo concretizada, constituindo-se como um projeto em construção.

Biografia do Autor

Rosilandia Souza Rodrigues, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Formada em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (2018), Especilista em Educação do campo Pelo Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (2021) e Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Currículo e Gestão da Escola Básica da UFPA. Atua diretamente no ensino da educação quilombola e educação escolar quilombola.

Genylton Odilon Rêgo da Rocha, Universidade Federal do Pará

Graduado em Geografia (Bacharelado e Licenciatura) e Pedagogia (Licenciatura Plena) pela Universidade Federal do Pará. Mestre em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1996) e Doutor em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo (2001). Realizou estagio de pós-doutoramento no Institut National de Recherche Pédagogique da França (INRP), desenvolvendo atividades de pesquisa no Service d'Histoire de l'Education, no período de novembro de 2006 à dezembro de 2007. Professor Titular da Universidade Federal do Pará, exercendo atividades no Programa de Pós-Graduação em Currículo e Gestão da Escola Básica (Mestrado) e no Programa de Pós-Graduação em Educação na Amazônia (Doutorado) . É Diretor Geral do Núcleo de Estudos Transdisciplinares em Educação Básica da UFPA; Secretario Regional da SBPC (Biênio 2017-2019 e 2019-2021); Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Pará (IHGP); membro da Comissão Justiça e Paz (CNBB Norte II); Tutor do Grupo PET Interdisciplinar Conexões de Saberes; Secretário do Instituto Dom Azcona de Direitos Humanos.

Referências

AIRES, Ana Maria Pereira; LEITE, Joana de Almeida Soares. Educação escolar quilombola: ausências e intencionalidades no processo de construção do Projeto Político-Pedagógico. In: GARCIA, Maria de Fátima; SILVA, José Antonio Novaes da (Ogs.). Africanidades, afrobrasilidades e processo (des)colonizador: contribuições à implementação da Lei 10.639/03. João Pessoa: Editora UFPB, 2018. p. 114-153.

ALMEIDA, Alfredo Wagner Berno de. Quilombos e as novas etnias. Manaus: UEA edições, 2011. 196p.

ALMEIDA, Sílvio Luiz de. Racismo estrutural. In: RIBEIRO, Djamila. Feminismos plurais. (org.). São Paulo: Sueli Carneiro; Pólen, 2019. 264 p.

ARROYO, Miguel G. Currículo, território em disputa. 5. ed. Petropólis, RJ: Vozes, 2013. 376p.

ARROYO, Miguel G. Outros sujeitos, outras pedagogias. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. 336p.

ARRUTI, José Maurício. Conceitos, normas e números: uma introdução à educação escolar quilombola. Revista Contemporânea de Educação. Vol. 12, n. 23, jan/abr de 2017, p. 107-142.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. 1 ed. São Paulo: Brasiliense, 1995.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/conadc/1988/constituicao.adct-1988-5-outubro-1988-322234-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 05 fev. 2023

BRASIL. Lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.html. Acesso em: 10 fev. 2023

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/centrais-de-conteudo/acervo-linha-editorial/publicacoes-diversas/temas-interdisciplinares/diretrizes-curriculares-nacionais-para-a-educacao-das-relacoes-etnico-raciais-e-para-o-ensino-de-historia-e-cultura-afro-brasileira-e-africana. Acesso em 10 fev. 2023.

BRASIL. Resolução n.º 8, de 20 de novembro de 2012. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola Básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11963-rceb008-12-pdf&category_slug=novembro-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 20 jun. 2018.

Coletivo Nacional de Educação da Conaq. Apresentação. In: GIVÂNIA, Maria da Silva; SILVA, Romero Antonio de Almeida; DEALDINA, Selma dos Santos; ROCHA, Vanessa Gonçalves do (Orgs.). Educação quilombola: territorialidades, saberes e as lutas por direitos. São Paulo: Jandaíra, 2021.

CRUZ, Mariléia dos Santos. Uma abordagem sobre a história da educação dos negros. In: ROMÃO, Jeruse (org.). História da Educação do Negro e outras histórias. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. p. 22-33. Disponível em: http://www.mec.gov.br. Acesso em: 21 jun. 2010

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Análise de conteúdo. Brasília, 2ª edição: Líber Livro Editora, 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25ª Edição, Paz e Terra. São Paulo, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 69. Paz e Terra: Ed. Rio de Janeiro/São Paulo, 2019.

GOMES, Nilma Lino. O movimento negro educador: saberes construídos nas lutas por emancipação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.154p

GONCALVES, Luiz Alberto Oliveira; SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Movimento negro e educação. Rev. Brasil. Educ., Rio de Janeiro, n. 15, p. 134-158, dez. 2000.

HAGE, Salomão Antônio Mufarrej. Transgressão do paradigma da (multi) seriação como referência para a construção da escola pública do campo. Educ. Soc., Campinas, v. 35, nº 129, p. 1165-1182, out-dez. 2014.

IBIAPINA, Ivana Maria Lopes de Melo. Pesquisa colaborativa: investigação, formação e produção de conhecimento. Brasília: Líber Livro Editora, 2008.

IBIAPINA, Maria Lopes de Melo Ibiapina. Reflexões sobre a produção do campo teórico-metodológico das pesquisas colaborativas: gênese e expansão. In: IBIAPINA, I, M, L, M; BANDEIRA, H, M, M; ARAUJO, F, A, M. Pesquisa Colaborativa: multirreferências e práticas convergentes. 1. ed. Universidade Federal do Piauí: EDUFPI, 2016.

MOURA, Clóvis. Quilombos: resistência ao escravismo. Editora Ática, 3 Edição. São Paulo, 1993.

MOURA, Glória. O direito à diferença. In: MUNANGA, Kabengele (org.). Superando o racismo na escola. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. 2ª edição, Brasília, 2005. p. 69-82. Disponível em: https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=&ved=2ahUKEwjbnbuDzIH9AhX0rJUCHblJB3cQFnoECAwQAQ&url=http%3A%2F%2Fportal.mec.gov.br%2Fsecad%2Farquivos%2Fpdf%2Fracismo_escola.pdf&usg=AOvVaw3lJQyNQMpBk8cEUoR3ObdN. Acesso em: 06 fev. 2023.

MOURA, Glória et al. Educação quilombola. TV escola SEED-MEC, Secretaria de Educação a distância, Ministério da Educação. Salto para o Futuro, Boletim 10, junho de 2007. Disponível em: https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=&ved=2ahUKEwjq_ZGvyYz9AhUEr5UCHZSWD0gQFnoECAwQAQ&url=https%3A%2F%2Fwww.geledes.org.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2FEducacao-quilombola.pdf&usg=AOvVaw3ioheKcasnoFSgi3QUUcfN. Acesso em 7 fev. 2023.

NUNES, Georgina Helena Lima. Educação formal e informal: diálogo pedagógico necessário em comunidades remanescentes de quilombos. In: BRAGA, Maria Lúcia de Santana; SOUZA, Edileuza Penha de; PINTO, Ana Flávia Magalhães (orgs.). Dimensões da inclusão no ensino médio: mercado de trabalho, religiosidade e educação quilombola. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2006. p. 343-360.

PINTO, Benedita Celeste de Moraes. Os remanescentes de quilombolas na região do Tocantins (PA): história, cultura, educação e lutas por melhores condições de vida. In: BRAGA, Maria Lúcia de Santana; SOUZA, Edileuza Penha de; PINTO, Ana Flávia Magalhães (orgs.). Dimensões da inclusão no ensino médio: mercado de trabalho, religiosidade e educação quilombola. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2006. p. 271-303

Professores. Dossiê em prol do desmembramento da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Quilombola Fernando Nunes Rodrigues. São Pedro, Castanhal, 2022.

REIS, Eládio. A colônia quilombola que Castanhal não conhecia. Revista Independente. Castanhal, 2006, p. 34-37.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. Novos estudos CEBRAP 79, novembro de 2007, p. 71-94. Disponível em: https://www.scielo.br/j/nec/a/ytPjkXXYbTRxnJ7THFDBrgc/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 18 jul.2020.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2021. 156p.

SOUZA, Bárbara Oliveira; SILVA, Givânia Maria da. Educação quilombola: territorialidade, saberes e as lutas por direitos. São Paulo: Jandaíra, 2021.

Downloads

Publicado

09-01-2024

Como Citar

RODRIGUES, Rosilandia Souza; RÊGO DA ROCHA, Genylton Odilon. O MOVIMENTO PELA IMPLEMENTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA NA COMUNIDADE SÃO PEDRO - CASTANHAL/ PARÁ. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 305–324, 2024. DOI: 10.12957/riae.2024.73756. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/73756. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - 20 ANOS DA LEI 10.639: CONVERSAS CURRICULARES ENTRE SABERES, PRÁTICAS E POLÍTICAS ANTIRRACISTAS