DISPUTA E CONFLITO PELA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO DIFERENCIADA NA COMUNIDADE REMANESCENTE DE QUILOMBO DE SANTA RITA DO BRACUI

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2022.66425

Palavras-chave:

Educação quilombola, territorialização, Santa Rita do Bracui, resistência.

Resumo

Este artigo tem como objetivo demonstrar a importância da educação como elemento instituinte de processos de territorialização/pertencimento de comunidades quilombolas. Para isso, utilizaremos como estudo de caso os processos de disputa em torno da educação quilombola implementada na Escola Municipal Aurea Pires, localizada no bairro do Bracuí, em Angra dos Reis. Destaca-se que essa proposta parte de dois distintos momentos de pesquisa: a primeira de uma inquietação provocada por visitas a escola como parte do trabalho de campo da disciplina de Estágio Supervisionado IV no curso de Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro em 2014, e posteriormente quando a mesma escola aparece como foco de tensão e disputa em tese que abordava os processos de resistência da comunidade quilombola de Santa Rita do Bracuí, realizada entre 2015-2018. Dessa forma, como metodologia foram feitos trabalhos de campo, entrevistas e cartografia participativa com os quilombolas durante o período de 2014-2019. Os resultados desse estudo demonstram que a escola é hoje um dos principais focos de estratégias de resistência da comunidade, à medida que a escola se tornou quilombola desde o censo de 2015, e está nos últimos anos buscando construir um projeto político pedagógico que atenda a comunidade.

 

Biografia do Autor

Gabriel Siqueira Correa, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Professor Adjunto da UNiversidade do Estado do Rio de Janeiro 

Coordenador do Núcleo de Estudos em TErritorialidades Negras e Ensino de Geografia. 

Referências

MAROUN, Kalyla & ALVES, Edileia Carvalho. Experiências de educação quilombola: as relações entre escola e comunidade. In Rev. FAEEBA – V 26. N. 49, Salvador, 2017

MATTOS, et.al. Relatório antropológico da Comunidade de Santa Rita do Bracuí. 2009.

RAMOS, Fabiana et.al.. Relatório Projeto Redescobrindo o Quilombo Santa Rita do Bracuí – 2014. 2015(mimeo)

WALSH, Catherine. “Introducción. Lo pedagógico y lo decolonial: Entretejiendo caminos”. En: Catherine Walsh (ed.) Pedagogías decoloniales. Prácticas insurgentes de resistir, (re)existir y (re)vivir. Tomo I. Quito: Abya-Yala. 2013

Downloads

Publicado

05-09-2022

Como Citar

CORREA, Gabriel Siqueira; SANTOS, Carolina da Silva. DISPUTA E CONFLITO PELA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO DIFERENCIADA NA COMUNIDADE REMANESCENTE DE QUILOMBO DE SANTA RITA DO BRACUI. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 423–443, 2022. DOI: 10.12957/riae.2022.66425. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/66425. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ: OUTRAS EDUCAÇÕES: SABERES E CONHECIMENTOS DAS POPULAÇÕES RACIALIZADAS EM CONTEXTOS DE RE-EXISTÊNCIA