CURRÍCULOS E DESEJOS E CORPOS E... UMA MICROPOLÍTICA ATIVA COM OS COTIDIANOS DAS ESCOLAS PÚBLICAS EM TEMPOS FASCISTAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2021.54802

Palavras-chave:

Currículos. Corpos. Desejos. Cotidiano escolar. Filosofia da Diferença.

Resumo

RESUMO: Essa escrita é um dos desdobramentos teóricos da pesquisa de doutorado que tem pensado (DELEUZE; GUATTARI, 2010) as relações entre corpos, currículos e cotidianos escolares a partir do campo epistemológico da filosofia da diferença e do aporte metodológico das pesquisas com os cotidianos. Em frente às maquinações capitalísticas que arregimentam os corpos a um dado desejo disciplinar, problematiza-se como os currículos praticados com os cotidianos das escolas podem fazer insurgir uma micropolítica ativa (ROLNIK, 2018) em tempos fascistas. Em diálogo com Deleuze e Guattari, Suely Rolnik, Carlos Eduardo Ferraço, Silvio Gallo, entre outros intercessores, pressupomos que essa insurgência dos corpos pode ser inventada a partir de uma arte da resistência.

Palavras-chave: Currículos. Corpos. Desejos. Cotidiano escolar. Filosofia da Diferença.

Biografia do Autor

Marina de Oliveira Delmondes, Universidade Federal do Espírito Santo Prefeitura Municipal de Guarapari

Licenciatura Plena em Pedagogia pela Ufes (2013). Mestrado em Educação pela Ufes (2018). Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE/Ufes) (2019-2023). Bolsista pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes. Membro do Grupo de Pesquisa "Currículos, cotidianos, culturas e redes de conhecimentos", coordenado pelo professor Carlos Eduardo Ferraço (UFES), Brasil, Vitória/ES. Professora efetiva da Rede Municipal de Educação do município de Guarapari/ES.

Orcid: https://orcid.org/0000-0001-8995-4932

E-mail: marinaodelmondes@hotmail.com

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Bases Legais. Brasília, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica. Brasília, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

DELEUZE, Gilles. Conversações. São Paulo: Editora 34, 2013.

DELEUZE, Gilles. Crítica e clínica. São Paulo: Editora 34, 2011.

DELEUZE, Gilles. Nietzsche e a filosofia. São Paulo: n-1 edições, 2018.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Kafka: por uma literatura menor. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia 2. São Paulo: Editora 34, 2012.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O anti-Édipo: capitalismo e esquizofrenia 1. São Paulo: Editora 34, 2011.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? São Paulo: Editora 34, 2010.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. ...e currículos. In: FERRAÇO, C.E. (orgs.). ...Currículos em redes. Curitiba: CRV. 2016.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 42. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

GALLO, Silvio. Acontecimento e resistência: educação menor no cotidiano da escola. In: CAMARGO, Ana Maria Faccioli. de; MARIGUELA, Márcio (orgs.). Cotidiano escolar: emergência e invenção. Piracicaba: Jacintha Editores, 2007.

LAWRENCE, David Herbert. Caos em poesia. Florianópolis: Cultura e Barbárie, 2016.

LEVY, Tatiana Salem. A experiência do fora: Blanchot, Foucault e Deleuze. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elisabeth. Teorias de currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

OLIVEIRA, Andréia Machado; FONSECA, Tania Mara Galli. Os devires do território-escola: trajetos, agenciamentos e suas paisagens. Educação & Realidade. Rio Grande do Sul, v. 31, n. 2, p. 135- 154, 2006. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/viewFile/6849/4120. Acesso em: 26 jun. 2020

ROLNIK, Suely. Esferas da insurreição: notas para uma vida não cafetinada. São Paulo. n-1 edições, 2018.

ROLNIK, Suely. Una conversación com Suely Rolnik (Universidad católica de São Paulo), por Aurora Fernández Polanco/ Antonio Pradel. In: Re: visiones - Revista de arte y pensamento visual contemporáneo da Univesidad Complutense de Madrid (bilíngue espanhol/inglês), 2016. Disponível em: http://www.re-visiones.net/. Acesso em: 26 jun. 2020

YONEZAWA, Fernando.; CARDOSO JÚNIOR, Hélio Rebello. Deleuze e Spinoza e a vigência do corpo-aprendiz: sensibilidade e educação. In: BRITO, Maria dos Remédios de.; GALLO, Silvio. (orgs.). Filosofias da diferença e educação. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2016.

Downloads

Publicado

20-12-2021

Como Citar

DELMONDES, Marina de Oliveira. CURRÍCULOS E DESEJOS E CORPOS E... UMA MICROPOLÍTICA ATIVA COM OS COTIDIANOS DAS ESCOLAS PÚBLICAS EM TEMPOS FASCISTAS. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 1650–1665, 2021. DOI: 10.12957/riae.2021.54802. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/54802. Acesso em: 13 jun. 2024.